Repositório Digital

A- A A+

Noções de educação quilombola e reconstrução da identidade quilombola na Comunidade do Areal, entre a década de 1980 até os dias atuais

.

Noções de educação quilombola e reconstrução da identidade quilombola na Comunidade do Areal, entre a década de 1980 até os dias atuais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Noções de educação quilombola e reconstrução da identidade quilombola na Comunidade do Areal, entre a década de 1980 até os dias atuais
Autor Silveira, Lueci da Silva
Orientador Rodrigues, Mara Cristina de Matos
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Licenciatura.
Assunto Educação
Identidade negra
Memórias
Quilombos
[en] Areal da Baronesa
[en] Black identity
[en] Education
[en] Memory
[en] Quilombola education
[en] Representations
Resumo Este trabalho aborda como as relações entre uma educação quilombola, em suas dimensões formais e não-formais, contribuem para a reconfiguração das representações sobre identidade negra no Quilombo do Areal da Baronesa, como destaque, o período entre a década dos anos 1980 até os dias atuais. O Quilombo do Areal está localizado no Município de Porto Alegre/RS e era uma área pertencente à Baronesa do Gravataí, tendo uma significação ligada aos pequenos lugarejos separados dos centros urbanos na Porto Alegre do final do século XIX. Pensando nisso, este estudo está fundamentado na metodologia de História Oral, tendo os relatos orais dos moradores do Quilombo do Areal como fonte para desenvolvimento desta pesquisa. Muitas comunidades buscam na história de lutas e sofrimentos, a construção de sua memória na procura por aspectos comum ao grupo, e isso vai ser apresentado e analisado a partir de seus relatos. Como uma educação voltada para uma comunidade quilombola se desenvolve quando a riqueza de conteúdos referente à cultura afro-brasileira se ausenta dos currículos escolares e como isso contribui para as dificuldades de construção da identidade negra? Somando-se a esse questionamento, ao mesmo tempo, se vê que enquanto o ambiente formal de educação ainda está percorrendo uma caminhada até que realmente se efetive programas, bem como diretrizes voltadas para a educação quilombola. Por outro lado, notou-se a presença de outros elementos que contribuíram para que a comunidade quilombola pudesse fazer parte de práticas educativas que se estabeleceram através de uma educação não-formal, que deixaram marcas, muitas delas presentes nas narrativas de seus moradores. Concluiu-se que, para além das necessidades de escolarização, há a necessidade da consolidação de uma memória comunitária, distinta de outras comunidades, e que requer, portanto, um tipo de educação diferenciada, que contribua para o reforço dos laços identitários e das lutas pelos direitos daqueles cidadãos.
Abstract This work approaches how the relations between a quilombola education, in its formal and non-formal dimensions, contribute for the reconfiguration of representations about the black identity at Quilombo Areal da Baronesa, as detach, the period between the decade in the years 1980 until the current days. The Quilombo do Areal is located in Porto Alegre County in Rio Grande do Sul and it was a belonging area to Gravataí’s Baroness, having a signification related to small villages separated from the urban centers in Porto Alegre in the end of XIX century. Thinking about it, this study is based in Oral History, having oral reports from residents in Quilombo do Areal as source for developing of this research. Many communities search in fight and suffering history, the construction of its memory in the demands for common aspects to the group, and this will be presented and analyzed after their reports. How an education back to a community quilombola develops itself when a wealth of contents on the afro-brazilian culture is absent from the school curricula and how this contributes for the difficulties in the construction of the black identity? Adding to this questioning, in the same time, it is seen while the formal environment of education still is covering to a walk until it is really realized programs, as well implemented policies back to the quilombola education. For other side, it was noticed the presence of other elements that contributed for the quilombola community could make part of educational practices that were stablished through the non-formal education, that let its marks, many of them present in the narratives of its residents. It was concluded that, beyond the schooling need, there is the need of consolidation of a communitarian memory, distinct of other communities, and this requires, however, a type of differentiated education, that contributes for the reinforcement of the identitary bonds and its fight for the right of those citizens.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/148393
Arquivos Descrição Formato
001000889.pdf (519.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.