Repositório Digital

A- A A+

Há segregação espacial urbana em Porto Alegre? : um estudo preliminar

.

Há segregação espacial urbana em Porto Alegre? : um estudo preliminar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Há segregação espacial urbana em Porto Alegre? : um estudo preliminar
Autor Ritta, Leonardo Silveira
Orientador Pôrto Júnior, Sabino da Silva
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Economia
[en] Spacial segregation
[en] Spatial mismatch
[en] Urban economics
Resumo O presente trabalho analisa a segregação espacial urbana em Porto Alegre, revisando brevemente sua formação e a ocupação da cidade pelos seus habitantes. Para tanto, foram analisados estudos sobre segregação e, mais especificamente, sobre segregação urbana. A análise dos padrões de ocupação de Porto Alegre, partindo do centro da cidade e indo para as áreas mais afastadas, serve de base para a análise empírica da segregação espacial atual na cidade. Utilizando modelos estatísticos estimados pelo método de Mínimos Quadrados Ordinários, com dados do Censo Demográfico de 2010 realizado pelo IBGE, analisou-se a relação entre a distância dos bairros de Porto Alegre ao centro da cidade e a renda média dos responsáveis pelos domicílios nos bairros, mostrando-se que há uma relação inversa entre essas duas variáveis. Também foram analisados outros aspectos da segregação, envolvendo questões de etnia e de gênero, para que se pudessem observar outras formas de segregação que não estivessem relacionadas apenas com a renda.
Abstract This research analyzes the urban spatial segregation in Porto Alegre, briefly reviewing their formation and the occupation of the city by its inhabitants. To do so, studies about segregation and, more specifically, about urban segregation were analyzed. The analysis of patterns of occupation in Porto Alegre, from the city center to the most remote areas, is the basis for the empirical analysis of the current spatial segregation in the city. Using statistical models estimated by the Ordinary Least Squares method, with data from the 2010 Demographic Census, conducted by IBGE, the relationship between the distance from the neighborhoods in Porto Alegre to the city centre and the average income of the maintainer of households in the neighborhoods was analyzed, showing that there is an inverse relationship between these two variables. Other aspects of segregation were also analyzed, regarding ethnicity and gender issues, so that it was possible to observe other forms of segregation that were not related only to income.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/148444
Arquivos Descrição Formato
001000111.pdf (948.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.