Repositório Digital

A- A A+

Ler os clássicos com 'olhos modernos' - ou como a história antiga deveria ser lida no século XVIII português : método e crítica em Verney (1713/1792)

.

Ler os clássicos com 'olhos modernos' - ou como a história antiga deveria ser lida no século XVIII português : método e crítica em Verney (1713/1792)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ler os clássicos com 'olhos modernos' - ou como a história antiga deveria ser lida no século XVIII português : método e crítica em Verney (1713/1792)
Autor Schwengber, Jacson
Orientador Vargas, Anderson Zalewski
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto História antiga
História intelectual
Historiografia
Leitura
Verney, Luis Antonio, 1713-1792
[en] Ancient
[en] Critic
[en] Historiography
[en] Method
[en] Modern
[en] Reading
Resumo A presente pesquisa propõe uma reflexão sobre a leitura da história no século XVIII português, em especial a leitura de autores clássicos, ou de autores modernos que escreveram sobre a Antiguidade. Como fundamentação teórica, propõe-se que: tanto as maneiras de escrever e os objetos de escrita, quanto as razões e as maneiras de se ler, são elementos constitutivos do conhecimento histórico. Através da análise das obras de Luís António Verney (1713/1792), busca-se, portanto, responder: como e por que a história antiga era lida? Este estudo, ainda que trate de um caso particular, pretende contribuir, mesmo que de forma provisória e limitada, para a compreensão da historiografia e das práticas letradas do período, pois, ao construir suas preceptivas de leitura, o autor lusitano fez uso de tópicas compartilhadas por diversos outros autores europeus. Como estratégia heurística fez-se uso das noções de método e crítica como ferramentas de leitura, conformando, assim, o que aqui se chamou de um olhar moderno sobre a história antiga.
Abstract This research proposes a reflection on the reading of history in the Portuguese eighteenth century, especially the reading of classical authors, or modern writers whose works talk about antiquity. As the theoretical basis, we propose that both ways to write and writing objects, as well as the reasons and ways to read, are elements that compose the historical knowledge. By analyzing the works of Luís António Verney (1713/1792), therefore, this research aim to elucidate: in which way and for what reason antique history was read? This study, although it covers a particular case, intends to contribute, even if in temporary and limited basis, for understanding the historiography and literacy practices of the period, because, by forming his reading preceptives, the Lusitanian author made use of some topical shared by many other European authors. As a heuristic strategy was employed notions of method and critic as reading tools; conforming, in this way, what is here called a modern look at antique history.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/148502
Arquivos Descrição Formato
001002230.pdf (1.739Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.