Repositório Digital

A- A A+

Quantificação de amido em diferentes variedades de arroz via hidrólise enzimática, com determinação da glicose por cromatografia líquida com detector de índice de refração (HPLC-RI)

.

Quantificação de amido em diferentes variedades de arroz via hidrólise enzimática, com determinação da glicose por cromatografia líquida com detector de índice de refração (HPLC-RI)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Quantificação de amido em diferentes variedades de arroz via hidrólise enzimática, com determinação da glicose por cromatografia líquida com detector de índice de refração (HPLC-RI)
Autor Alves, Marcelo Siqueira
Orientador Pizzolato, Tania Mara
Co-orientador Ferrão, Marco Flôres
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Química. Curso de Química: Bacharelado.
Assunto Amido
Cromatografia liquida
Hidrolise enzimatica
Resumo O amido é um polissacarídeo, mais especificamente um homopolissacarídeo, formado por unidades de glicose (monossacarídeo). É sintetizado e armazenado nos cloroplastos ou nos amiloplastos das células vegetais, que estão presentes em sementes, raízes, caules e folhas. Sua função é de armazenamento de glicose, a qual fornece energia para os organismos. Dentre os materiais vegetais que possuem amido como reserva energética temos o arroz. Está entre os cereais mais consumidos no mundo e destaca-se pela produção e área de cultivo, desempenhando papel estratégico tanto no aspecto econômico quanto social. Existem vários métodos destinados à quantificação de amido, descritos na literatura. Dentre os métodos podemos citar o químico e o enzimático. O método químico é baseado na solubilização do polissacarídeo por ácido perclórico ou ácido sulfúrico, e subsequente quantificação por antrona, ou por fenol seguido de ácido sulfúrico. É um método excelente para espécies que possuem como reserva principal o amido, mas não é adequado para tecidos que contêm outros polissacarídeos além do amido, como por exemplo, a celulose, o que introduz grandes variações nos resultados finais. O presente trabalho baseia-se na quantificação do amido através do método enzimático, o qual é um processo específico, e que pode ser utilizado para determinar o percentual do analito em presença de outros polissacarídeos, em diferentes variedades de arroz disponíveis no mercado porto-alegrense. As principais etapas na determinação do amido consistem na gelatinização dos grânulos do polissacarídeo, solubilização e hidrólise dos mesmos. A metodologia proposta baseia-se na utilização de duas enzimas amilolíticas. A primeira enzima utilizada foi a α-amilase, e a segunda a amiloglucosidase, ambas em soluções tamponadas. Cada hidrólise ocorre de forma separada, respeitando as temperaturas e pH ótimos de cada enzima. Após o processo de hidrólise, a amostra foi filtrada e submetida ao processo de extração em fase sólida (SPE). A glicose gerada no meio foi separada através de cromatografia líquida, e detectada com auxílio do detector de índice de refração (HPLC-RI). Os resultados em percentual obtidos para as amostras mostraram-se coerentes de acordo com as características e origens inerentes de cada variedade de arroz estudada. O procedimento de hidrólise foi otimizado utilizando a metodologia de análise de superfície. As variáveis quantitativas estudadas foram: tempo, e concentrações enzimáticas. O procedimento mostrou-se eficiente, e obtiveram-se menores tempo de hidrólise, e concentrações enzimáticas no meio.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/148511
Arquivos Descrição Formato
001001313.pdf (1.089Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.