Repositório Digital

A- A A+

As raízes (veblenianas) dos hábitos (institucionalizados) dos brasileiros

.

As raízes (veblenianas) dos hábitos (institucionalizados) dos brasileiros

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As raízes (veblenianas) dos hábitos (institucionalizados) dos brasileiros
Autor Garcia, Elisa Padilha
Orientador Conceição, Octavio Augusto Camargo
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Economia
[en] Brazilian culture
[en] Economic history
[en] Evolutionary economics
[en] Institutionalist economy
[en] Thorstein veblen
Resumo Este trabalho busca analisar, no âmbito da história da colonização brasileira, os hábitos mentais institucionalizados dos brasileiros como uma consequência da formação histórica de sua identidade cultural, através da perspectiva Institucionalista e Evolucionária de Thorstein Veblen. Visando alcançar este objetivo, buscou-se, por meio de uma pesquisa qualitativa, bibliográfica, de cunho descritivo e explicativo, apresentar as principais abordagens da Economia Institucionalista; descrever os principais conceitos de Veblen; resgatar historicamente a formação socioeconômica do Brasil, destacando os hábitos culturais e institucionais arraigados nesta sociedade; e, por fim, relacionar as raízes históricas e sociológicas da cultura brasileira com as instituições, a partir da abordagem Institucionalista de Veblen. A pesquisa cumpriu seu objetivo, ao demonstrar que as práticas brasileiras de “jeitinho” e “malandragem” já existiam no Brasil desde o período colonial, e que estas estão enraizadas na cultura brasileira, em seus hábitos mentais e em suas escolhas morais, refletindo em instituições desiguais, que decorrem de um padrão sociocultural exercido e perpetuado por toda a sociedade.
Abstract This study intends to examine, in the historic context of Brazilian colonization, institutionalized mental habits of Brazilians as a consequence of the historical development of their cultural identity, through the Evolutionary and Institutionalist perspective of Thorstein Veblen. In order to achieve this objective, it sought, through a qualitative and literature search, into a descriptive and explanatory character, to present the main approaches of Institutionalist Economy; to describe the main concepts of Veblen; to rescue, historically, the socioeconomic formation of Brazil, highlighting the cultural and institutional habits ingrained in this society; and, finally, to relate the historical and sociological origins of Brazilian culture with the institutions, from the Institutionalist Approach to Veblen. The study met its objective by demonstrating that the Brazilian practices of the “jeitinho” and “malandragem” already existed in Brazil since the colonial period, and that these are rooted in Brazilian culture, in their mental habits and in their moral choices, reflecting unequal institutions, resulting from a sociocultural standard exercised and perpetuated throughout the society.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/148525
Arquivos Descrição Formato
001000106.pdf (1.119Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.