Repositório Digital

A- A A+

Do incomensurável ao quantitativo : os discursos de verdade das ciências biológicas na produção de corpos sexuados

.

Do incomensurável ao quantitativo : os discursos de verdade das ciências biológicas na produção de corpos sexuados

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Do incomensurável ao quantitativo : os discursos de verdade das ciências biológicas na produção de corpos sexuados
Autor Morando, André
Orientador Loguercio, Rochele de Quadros
Co-orientador Silva, Aline Ferraz da
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde.
Assunto Biologia
Conhecimento científico
Corpo
Gênero
Sexualidade
[en] Biological discourse
[en] Body
[en] Gender
[en] Sex
Resumo Historicamente o conhecimento científico produz uma maneira de pensar a diferença sexual, muito embora, deva-se levar em conta que é a bagagem do gênero e não a ciência que define o sexo. Sendo assim, não há como pensar corpos e identidades de maneira universal, no entanto, há formas quase que totalizantes de interpretação das distinções do que é ser masculino ou feminino nas sociedades ocidentais. Para além da universalização da diferença sexual, a ciência do sexo produz saberes e autoriza atores a multiplicá-los como verdades. O docente de biologia está em um lugar de poder que o autoriza a falar do corpo, do sexo, e da sexualidade o que o possibilita a multiplicar os discursos da diferença no corpo. O presente estudo, tem dentre seus objetivos, conhecer os modos pelos quais os discursos a respeito das diferenças entre corpos-homem e corpos-mulher, advindos de diversos campos do saber, se encontram e tomam fôlego nos territórios da biologia. Nessa dissertação, buscamos expandir as dobras do pensamento quanto à construção das verdades científicas, bem como olhar os entremeios da história da biologia e dos processos de naturalização das condutas do corpo biológico. O estudo de abordagem qualitativa está alicerçado nos estudos culturais e nos estudos de gênero com inspiração na perspectiva foucaultiana, busca conhecer como o saber científico, produzido nas ciências biológicas, é articulado na cultura e auxilia na produção de um sexo e um sujeito oposto, cujo destino está supostamente ligado à anatomia. Por meio das pesquisas em referenciais bibliográficos, construímos um cenário que nos possibilitou reconhecer os discursos eternos da diferença, bem como, sua validação como verdade na biologia, através de seus métodos e técnicas. Na contemporaneidade, a biologia continua produzindo discursos capazes de posicionar sujeitos a partir das marcas do corpo, tal como foi visto na análise do discurso do professor youtuber, pois assim como as ciências não são neutras, as pedagogias também não são. A partir do discurso do docente, reconhecemos a naturalização das demandas sociais no corpo biológico da mulher a qual tem sua matriz biológica constantemente transformada em produto da ação humana.
Abstract Historically, the scientific knowledge makes a different way to think about sexual variety. We should take in account that isn’t the science that defines sex but the luggage. Therefore, there is no way to think bodies and identities universally, however, there are almost totalizing interpretation about the distinctions manner of being a male or female in Western societies. In addition, the universalisation of sexual difference, the gender science, produces knowledge and allows players to multiply them as truths. The biology teacher is set in a place of power that allows him to speak about body, gender and sexuality which makes him to be possible to multiply about body’s difference discourses. This study, has among its objectives, to know in depth how discourses about the differences between man-bodies and woman-bodies, who is from several fields of knowledge, are meeting themselves and take breath in biology’s territories. This essay it seeks enlarging the folds of thoughts as to the construction of scientific truths, just as well, looking at the maze of the biology history and the naturalization process of biological body behavior. The study about qualitative approach, which is grounded in a cultural and gender studies inspired by Foucault's perspective, searching to know how the scientific knowledge that is produced in biological sciences can be articulated inside the culture and it helps for the one-sex and one opposite-person production, whose fate is allegedly linked to anatomy. Through bibliographic references researches, we built a background that enabled us to recognize the eternal discourse about difference, as well as biology, by means its methods and techniques, attested truth to them. Acctually, biology keep going producing discourses that is able to place subjects from the body brands such as it has seen in the discourse analysis with a youtuber teacher, as well as the sciences are not neutral, pedagogies are not either. From the teacher explanation speech, we can recognize the naturalization of social demands in the woman's biological body who has her biological matrix continuously converted in the human action product.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/148602
Arquivos Descrição Formato
001002376.pdf (1.334Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.