Repositório Digital

A- A A+

O estágio curricular obrigatório em Serviço Social : reflexões a partir da experiência da estagiária nas dimensões técnico-operativa, ético política e teórico-metodológica

.

O estágio curricular obrigatório em Serviço Social : reflexões a partir da experiência da estagiária nas dimensões técnico-operativa, ético política e teórico-metodológica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O estágio curricular obrigatório em Serviço Social : reflexões a partir da experiência da estagiária nas dimensões técnico-operativa, ético política e teórico-metodológica
Autor Marmitt, Anely
Orientador Reidel, Tatiana
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Serviço Social.
Assunto Estágio curricular
Formação profissional
Serviço social
Resumo O presente Trabalho de Conclusão de Curso aborda um tema que é de primordial importância para o Serviço Social em um momento em que se busca a excelência do profissional com base na sua formação. Dessa forma, este trabalho propõe a partir do debate interno analisar o processo de estágio vinculado ao plano de estágio curricular obrigatório da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Destaca o estágio como etapa formativa com valores inerentes as Diretrizes Curriculares subentendendo para seu eficaz aproveitamento respostas competentes aos desafios acadêmicos. Entende-se que no período de estágio curricular obrigatório, a teoria e a prática devem estar presentes em todo o processo de formação do assistente social, porquanto se torna intrínseca e se configura em sua intensa vivência. Neste processo é indispensável a indissociabilidade das dimensões teórico-metodológica, ético-política e técnico-operativa. A pergunta que se faz é se esta condição é possível de vivenciar a partir da realidade posta nas instituições e universidades. Esta questão é a orientadora desta produção e consiste na reflexão sobre esta realidade e na busca por respostas e caminhos que viabilizem este processo. O primeiro movimento proposto para discussão do tema será o resgate histórico da formação em Serviço Social com foco no processo de estágio curricular obrigatório, as regulamentações até então conquistadas pela categoria profissional, bem como as reflexões advindas deste processo. No segundo capítulo, tratar-se-á o estágio curricular obrigatório no âmbito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e os desassossegos vivenciados neste período. Por fim, será apresentada uma pesquisa teórica sobre a produção científica destinada à categoria a partir do eixo de formação para assunto estágio e publicada em anais de eventos, bem como Teses e Dissertações produzidas e disponíveis na plataforma eletrônica da PUCSP e da PUCRS. Complementa este capítulo a análise crítica da pesquisa realizada pela autora a partir da base da dados. Os resultados dessa análise demonstram que a discussão sobre o tema tanto na produção de artigos quanto na de Teses e Dissertações, ainda não revela a indispensável problematização da formação e do estágio enquanto instrumento de formação frente as demandas de uma sociedade capitalista. Em conclusão infere-se à necessidade de formação que parta da perspectiva social crítica e a conformação de profissionais que atuem com direcionamento ético-politico, mesmo que se observe a diversidade nas modalidades de formação ou o caráter precário do trabalho e do ensino em Serviço Social, pois a capacidade de elucidação do real confere ao profissional a capacidade diferenciada de propor alternativas que garantam o acesso aos direitos a todos os cidadãos.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/148605
Arquivos Descrição Formato
001003502.pdf (2.713Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.