Repositório Digital

A- A A+

Inovação na formação médica no Brasil e Espanha : Iestudo de caso na Universidade Federal da Fronteira Sul e na Universidade de Valladolid

.

Inovação na formação médica no Brasil e Espanha : Iestudo de caso na Universidade Federal da Fronteira Sul e na Universidade de Valladolid

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Inovação na formação médica no Brasil e Espanha : Iestudo de caso na Universidade Federal da Fronteira Sul e na Universidade de Valladolid
Autor Campos, Marcia Maciel de
Orientador Oliven, Arabela Campos
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Formação médica
Pedagogia universitária
[en] European higher education area
[en] Innovation as rupture
[en] Medical education
[en] More doctors program
[en] University pedagogy
[es] Espacio europeo de la educación superior
[es] Formación médica
[es] Innovación como ruptura
[es] Pedagogía universitaria
[es] Programa más médicos
Resumo A tese analisa mudanças que estão ocorrendo nos cursos de medicina no Brasil, a partir do Programa Mais Médicos e dos Novos Parâmetros Curriculares, e na Espanha, a partir da criação do Espaço Europeu de Educação Superior (EEES), visando desenvolver um novo perfil médico. No Brasil, visa-se uma formação geral, humanista, que qualifique médicos para atuar principalmente na Atenção Básica do Sistema Único de Saúde (SUS). Na Espanha, investe-se na formação de um médico que associe a pesquisa à sua prática, criando um profissional mais competitivo. Do currículo de dois cursos foram selecionadas as disciplinas de Saúde Coletiva e Seminário Integrador, na Universidade Federal da Fronteira Sul, e Inovação Biomédica e Novas Tecnologias, na Universidade de Valladolid. Foram realizadas observações em aula, entrevistas com professores e aplicados questionários com alunos dos dois cursos. Utilizou-se a metodologia de Estudo de Caso (YIN, 2005; STAKE, 2010), com apoio no estudo comparado (BADIE; HERMET, 1993). A concepção de inovação nesta tese se sustenta em autores como Santos, Lucarelli, Leite, Cunha, dentre outros. Considera-se inovação em educação: um movimento de ruptura com o modelo de conhecimento hegemônico da ciência; que seja promotora de participação e protagonismo dos sujeitos; de relações sustentadas na cooperação e solidariedade; de partilha de saberes e de poderes; integração de teoria e prática e de ensino e trabalho; que pode ocorrer em diferentes cenários de aprendizagem. A inovação pedagógica também foi considerada em relação ao grau de distanciamento com o padrão tradicional de formação médica. Acredita-se que o que está em jogo, em especial no cenário brasileiro, é a disputa entre dois modelos de atenção e formação médica. Foi possível identificar a coexistência de dois modelos de formação nos casos estudados: o biomédico, tradicional, presente na racionalidade médica e nas práticas pedagógicas, bem como na resistência de alguns alunos e professores, que não aceitam a proposta voltada para Atenção Básica, integralidade e humanização, no caso brasileiro; e, no caso espanhol, a tensão aparece igualmente na resistência e descrença à inovações de práticas pedagógicas e propostas fora do modelo hegemônico da ciência. Para análise do campo médico e de certas resistências encontradas na formação no Brasil e Espanha foram utilizados conceitos de Bourdieu.
Abstract The thesis analyzes the changes taking place in Medicine courses in Brazil through the “More Doctors” Program and the New Curricular Parameters; and in Spain, through the creation of the European Higher Education Area (EHEA), aiming to develop a new medical profile. In Brazil, it aims a general, humanist education that qualifies doctors to act mainly in Basic Health Care from Brazilian Unified Health System (SUS). In Spain, they invest in the education of a physician who associates research to his or her practice, creating a more competitive professional. From the curriculum of two courses, the subjects of Collective Health and Integrator Seminar, at the Federal University of Fronteira Sul, and Biomedical Innovation and New Technologies, at the University of Valladolid, were selected. Class observations, interview with professors were made and questionnaires with students from the two courses were applied. Case Study Method was used (YIN, 2005; STAKE, 2010), through a comparative approach (BADIE; HERMET, 1993). The conception of innovation in this thesis is supported by authors such as Lucarelli, Leite, Cunha, among others. It is considered innovation in education: a rupture movement with the hegemonic Science knowledge model; that promotes participation; of relations based on cooperation and solidarity; of knowledge and power sharing; integration of theory and practice and of teaching and working. It may occur in different learning scenarios. The pedagogical innovation was also considered in relation to the degree of detachment with the traditional pattern of medical education. It is believed that what is at stake, especially in Brazilian scenario, is the dispute between two models of care and medical education. It was possible to identify the coexistence of two education models in the two cases studied: the biomedical, traditional, present in medical rationality and in pedagogical practices, as well as in the resistance of some students and professor, who do not accept the proposal focused on Basic Health Care, integrality and humanization, in Brazilian case; in the Spanish case, the tension also appears in the resistance and disbelief to the innovation of pedagogical practices and in the proposals out of the hegemonic Science model. For analysis of medical field and of certain resistances found in education in Brazil and Spain, Bourdieu’s concepts were used.
Resumen Esta tesis analiza los cambios que están ocurriendo en los cursos de medicina en Brasil, a partir del Programa Más Médicos y los Nuevos Parámetros Curriculares; y en España, a partir de la creación del Espacio Europeo de la Educación Superior (EEES), con el objetivo de desarrollar un nuevo perfil médico. En Brasil, se objetiva una formación general, humanista, que cualifique médicos para actuar principalmente en la Atención Básica del Sistema Único de Salud (SUS). En España, se objetiva la formación de un médico que asocie la investigación a su práctica, creando un profesional más competitivo. Del currículo de los dos cursos, fueron seleccionadas las asignaturas de Salud Colectiva y Seminario Integrador en la Universidad Federal da Fronteira Sul, e Innovación Biomédica y Nuevas Tecnologías en la Universidad de Valladolid. Fueron realizadas observaciones en clase, entrevistas con profesores y se aplicaron cuestionarios con alumnos de los dos cursos. Fue utilizada la metodología Estudio de Caso (YIN, 2005; STAKE, 2010), con apoyo en el estudio comparado (BADIE; HERMET, 1993). La concepción de innovación en esta tesis, está sustentada en autores como Santos, Lucarelli, Leite, Cunha, entre otros. Se considera innovación en educación: un movimiento de ruptura con el modelo de conocimiento hegemónico de la ciencia; que promueva la participación y la protagonización de los sujetos; de relaciones sustentadas en la cooperación y la solidaridad; de compartir saberes y poderes; integración de teoría y práctica, y de enseñanza y trabajo; y, pudiendo ocurrir en diferentes escenarios del aprendizaje. La innovación pedagógica también fue considerada en relación al grado de distanciamiento con el modelo tradicional de la formación médica. Se cree que lo que está en juego, en especial en el escenario brasileño, es la disputa entre dos modelos de atención y formación médica. Fue posible identificar la existencia de dos modelos de formación en los casos estudiados: el biomédico, tradicional, presente en la racionalidad médica y en las prácticas pedagógicas, así como, la resistencia de algunos alumnos y profesores, que no aceptan la propuesta enfocada en la Atención Básica, integralidad y humanización, en el caso brasileño; y, en el caso español, la tensión aparece de igual forma en la resistencia y descreimiento con respecto a las innovaciones de prácticas y propuestas fuera del modelo hegemónico de la ciencia. Para el análisis del campo médico y de ciertas resistencias encontradas en la formación, en Brasil y España, fueron utilizados los conceptos de Bourdieu.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/148621
Arquivos Descrição Formato
001003092.pdf (2.950Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.