Repositório Digital

A- A A+

Caracterização geotécnica de um talude em encosta com ocupação humana na Colina Verde, Porto Alegre

.

Caracterização geotécnica de um talude em encosta com ocupação humana na Colina Verde, Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização geotécnica de um talude em encosta com ocupação humana na Colina Verde, Porto Alegre
Autor Oliveira, Daniel Noal de
Orientador Bressani, Luiz Antonio
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo O uso e ocupação do solo de forma desordenada e sem conhecimento técnico é um fator desencadeante de problemas geotécnicos como escorregamentos de massa. Esses eventos tem um elevado número de ocorrências em Porto Alegre. Através da Secretaria do Meio Ambiente (SMAM) foi descoberto um local com ocorrências de escorregamentos. A fim de se conhecer as condicionantes que levaram a essas rupturas, este trabalho tem como objetivo avaliar o fator de segurança de um talude em encosta com ocupação humana através da caracterização do solo e ensaios de resistência ao cisalhamento. O talude está localizado na Vila Verde, Bairro Aparício Borges no município de Porto Alegre. Para determinar os parâmetros foram realizados ensaios de caracterização e cisalhamento direto em amostras indeformadas. Os corpos de prova foram moldados segundo duas direções em relação as estruturas estratificadas do solo: uma paralela à orientação das descontinuidades (paralelos), e outra perpendicular às mesmas (perpendicular). Todos os ensaios de cisalhamento direto foram executados em condição inundada. Foram realizadas análises de estabilidade com ruptura global e mecanismo rotacional utilizando o software SLOPE/W. Os resultados obtidos nessas análises indicaram que o talude não entra em ruptura por agentes internos, mas sim, por ações externas que influenciam a instabilidade. Foram encontrados fatores de segurança entre os valores de 2,13 a 4,10. Os valores mais próximos do mínimo (FS=2,13) representam o acréscimo de incrementos de poro-pressão nas análises. Os resultados destes ensaios são apresentados neste trabalho, e apresentam como resultado final, em relação aos fatores que desencadeiam os escorregamentos, uma abordagem do uso e ocupação do solo em encostas.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/148675
Arquivos Descrição Formato
001002166.pdf (2.125Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.