Repositório Digital

A- A A+

Falta de aderência entre o revestimento argamassado e substrato de alvenaria : influência do tipo de argamassa, espessura e técnica utilizadas

.

Falta de aderência entre o revestimento argamassado e substrato de alvenaria : influência do tipo de argamassa, espessura e técnica utilizadas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Falta de aderência entre o revestimento argamassado e substrato de alvenaria : influência do tipo de argamassa, espessura e técnica utilizadas
Autor Bellaver, Gustavo Bridi
Orientador Graeff, Ângela Gaio
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Este trabalho visou abordar uma problemática observada em uma obra da cidade de Porto Alegre, onde foram constatados o aparecimento de fissuras e falta de aderência do revestimento argamassado nas paredes internas de uma edificação residencial. Para tanto, foi feita uma pesquisa bibliográfica a respeito dos materiais constituintes desse sistema construtivo, suas características, propriedades, seus aspectos positivos e negativos, bem como métodos de execução do mesmo. Neste trabalho, com inspiração nesta obra com manifestações patológicas, foi realizado um estudo experimental onde foram analisados dois tipos diferentes de técnicas de execução de revestimento (uma com chapisco e outra sem), duas espessuras de revestimento argamassado (de 2 e 3 cm) e duas argamassas diferentes (uma tradicional, feita com cimento, cal e areia com um traço amplamente utilizado no setor de construção civil, e outra, industrializada, utilizada na edificação estudada). Para a constatação das resistências de aderência à tração, utilizou-se o ensaio normatizado da NBR 13528/2010. Foi possível verificar que a maioria dos compimentos dos corpos de prova nos ensaios se deu na interface da argamassa com o substrato em qual ela estava aderida, demonstrando um plano preferncial para ruptura. Após a realização dos ensaios, buscou-se fazer uma comparação dos ensaios em laboratório com os problemas observados na obra. Pôde-se observar que algumas manifestações patológicas que ocorreram na edificação em questão também apareceram nos ensaios de laboratório. Apesar da resistência de aderência com a argamassa industrializada com a menor espessura ter atingido o valor mínimo por norma, o revestimento com maior espessura nem se manteve aderido ao substrato na hora do corte, assim, demonstrando o inadequado uso do produto para tal fim. Portanto, pôde-se demonstrar que a falta da camada de chapisco foi uma das causas do aparecimento das manifestações patológicas observadas na obra. Foi possível também observar nos ensaios que a utilização de chapisco influencia significativamente na melhora nos valores de resistência à aderência das argamassas ao substrato. Por fim, foi realizada uma comparação das variáveis estudadas, através da análise de variância ANOVA de fator único, para determinar se as variáveis estudadas influenciaram os resultados do estudo. Esta análise mostrou que dentre os fatores pesquisados nesse estudo, a execução do chapisco melhora estatisticamente os resultados de aderência do revestimento argamassado em blocos cerâmicos lisos.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/148717
Arquivos Descrição Formato
001002285.pdf (4.044Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.