Repositório Digital

A- A A+

Revestimento asfáltico com tratamento superficial duplo : adesividade entre os ligantes estudados e o agregado de basalto

.

Revestimento asfáltico com tratamento superficial duplo : adesividade entre os ligantes estudados e o agregado de basalto

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Revestimento asfáltico com tratamento superficial duplo : adesividade entre os ligantes estudados e o agregado de basalto
Autor Deboni, Olindo
Orientador Ceratti, Jorge Augusto Pereira
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Este trabalho é um estudo de laboratório sobre o comportamento de ligantes betuminosos do tipo RR-2C, utilizados no revestimento asfáltico composto por Tratamento Superficial Duplo - TSD, um dos métodos de revestimento de rodovias mais utilizado pelos departamentos responsáveis pela pavimentação em seus respectivos estados. Para se tornar um revestimento de bom custo-benefício, seus materiais constituintes devem ter boa qualidade, respeitando as normas que versam sob sua dosagem e, principalmente, ter uma execução correspondente com sua especificação de serviço. A adesividade do ligante betuminoso com o agregado pétreo deve ser completa, proporcionando uma superfície de agregado totalmente recoberta, dificultando a entrada da água nas camadas de pavimentos subjacentes. O método de revestimento asfáltico denominado Tratamento Superficial Duplo (TSD) é uma alternativa para rodovias com baixo volume de tráfego, pois acompanha as deformações do pavimento, dificultando o aparecimento de trincas de fadiga. Existem diversos ensaios que podem ser utilizados para caracterizar o TSD, tanto para a emulsão RR-2C de maneira isolada, quanto para a mistura. Neste trabalho, os ensaios utilizados foram: (ABNT NBR 6300 - Emulsões asfálticas catiônicas) Determinação da resistência à água (adesividade) em agregados graúdos; (ABNT NBR 14393 – Emulsões asfálticas) Determinação da peneiração. Foram utilizadas quatro amostras da emulsão de ruptura rápida, fornecidas de diferentes empresas que trabalham com serviços de pavimentação no estado do Rio Grande do Sul, sendo que o agregado de basalto utilizado para todos os ensaios teve o mesmo parâmetro de qualidade para as quatro amostras. Os resultados dos ensaios mostraram que o limite máximo de resíduo retido na peneira não foi ultrapassado em nenhuma das amostras de emulsão ensaiadas, ficando bem abaixo do previsto na norma DAER-ES-P 15/11. Do mesmo modo, analisando-se a adesividade das amostras com o respectivo agregado, todas estavam de acordo com a norma ABNT NBR 6300, ou seja, o agregado foi recoberto de maneira homogênea.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/148734
Arquivos Descrição Formato
001002426.pdf (4.026Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.