Repositório Digital

A- A A+

Acidez e formas de alumínio do solo em sistema integrado de produção de soja e bovinos de corte em semeadura direta no subtrópico brasileiro

.

Acidez e formas de alumínio do solo em sistema integrado de produção de soja e bovinos de corte em semeadura direta no subtrópico brasileiro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Acidez e formas de alumínio do solo em sistema integrado de produção de soja e bovinos de corte em semeadura direta no subtrópico brasileiro
Outro título Soil acidity and aluminum forms in integrated crop-livestock system (soybean-beef cattle) under no-till in brazilian subtropics
Autor Martins, Amanda Posselt
Orientador Anghinoni, Ibanor
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo.
Assunto Alumínio
Bovino de corte
Calagem
Pastejo
Soja
Resumo O sistema integrado de produção agropecuária (SIPA) é uma alternativa com grande potencial de atender à demanda por alimentos de forma sustentável. No entanto, ainda se desconhece o efeito da inserção do animal no sistema em relação à dinâmica do alumínio (Al) no solo e sua fitotoxidez. Nesse contexto, o objetivo desta pesquisa foi verificar o impacto do tempo, da calagem e da metodologia de análise, nas formas de Al do solo e na resposta das plantas, em um SIPA em semeadura direta de longo prazo, com produção de soja no verão e pastejo de bovinos de corte no inverno, no subtrópico brasileiro. Para isso, utilizou-se um experimento iniciado em 2001 e localizado no Planalto do Rio Grande do Sul, em Latossolo Vermelho distroférrico, cuja pastagem hibernal é composta de aveia preta + azevém, utilizada para pastejo ou apenas como cultura de cobertura (sem pastejo). Após seis anos, verificou-se menor teor de Al total na solução do solo das áreas com pastejo, acompanhados de uma maior e menor saturação por bases e por Al, respectivamente, na fase sólida do solo. Independentemente disto, a forma preponderante de Al foi, majoritariamente, aquela ligada a compostos orgânicos, especialmente quando da não correção recente da acidez do solo. Por sua vez, a correção do solo, em algumas situações, levou à neutralização de Al complexado a compostos orgânicos. Apesar dessa dinâmica diferenciada, os níveis da atividade do Al3+ se mantiveram abaixo daqueles considerados como tóxicos, acarretando em produtividades similares entre os diferentes manejos. Por outro lado, a destruição da estrutura e a secagem do solo para posterior extração de sua solução levou a diferenças nas espécies de Al e na atividade do Al3+, em relação a amostras que são mantidas indeformadas e sem passar pelo processo de secagem.
Abstract The integrated crop-livestock system (ICLS) is a sustainable alternative with high potential of success for an increasing sustainable food demand. However, studies concerning the impacts of animal insertion on aluminum (Al) dynamics and its phytotoxicity are still scarce. In this context, the objective of this research was to verify the impacts of time, liming and methodology analysis on soil Al forms and plants response, in an ICLS under long-term no-till with summer soybean cropping and winter grazing of bovines in Brazilian subtropics. The experiment initiated in 2001 in Southern Brazil, in a clayey Oxisol. The winter pasture was annual ryegrass + black oat and was utilized for grazing (ICLS) or only maintained as cover crops (no grazing). After six years, it was verified a lower content of total Al in soil solution in grazed areas, accompanied by a higher and a lower base and Al saturation, respectively, in soil solid phase. Regardless of this, the prevailing Al forms were found binded by organic compounds, especially when the soil was not recently limed. In turn, soil acidity correction led, in some situations, to the neutralization of Al complexed to organic matter. Nevertheless, the levels of Al3+ activity were maintained below of the considered as phytotoxic, leading to similar yield among the managements. However, the destruction of soil structure and its drying for soil solution extraction lead to differences in Al species and Al3+ activity, as compared to undisturbed and undried soil samples.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/148776
Arquivos Descrição Formato
001003667.pdf (2.344Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.