Repositório Digital

A- A A+

Jovens do ensino técnico no Brasil contemporâneo : variações e tensões disposicionais nas (in)definições de um percurso de estudos e de profissionalização

.

Jovens do ensino técnico no Brasil contemporâneo : variações e tensões disposicionais nas (in)definições de um percurso de estudos e de profissionalização

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Jovens do ensino técnico no Brasil contemporâneo : variações e tensões disposicionais nas (in)definições de um percurso de estudos e de profissionalização
Autor Blanco, Diego Monte
Orientador Rosenfield, Cinara Lerrer
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Brasil
Contemporaneidade
Ensino profissionalizante
Ensino técnico
Jovens
Profissionalização
[en] Contemporaneity
[en] Social dispositions
[en] Technical education
[en] Youth
Resumo A presente tese aborda o tema juventude, ensino profissionalizante e trabalho no Brasil Contemporâneo. Tem como objeto de estudos a relação dos processos socialização de jovens do ensino técnico da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica com as tramas disposicionais que caracterizam suas projeções sobre um percurso de estudos e de profissionalização. Sustentada numa perspectiva teórico-metodológica da sociologia disposicional de Bernard Lahire, o estudo visa compreender como as variações e tensões disposicionais destes atores são geradoras e propulsoras de suas perspectivas, receios e indefinições quanto a uma trajetória de estudos, qualificação e trabalho a ser constituída. O argumento é que tais conflitualidades resultam da variação de disposições sociais constituída simultaneamente pela (i) socialização de modelos e lógicas de integração socioeconômica de jovens do meio popular ocorridas no contexto da modernização fordista vivenciadas pelas gerações que os antecederam e (ii) pela experimentação de formas de integração, mobilidade e estilo de vida emergentes na contemporaneidade, onde se desenvolvem uma nova condição juvenil com oportunidades ainda não estabelecidas plenamente, principalmente para estes jovens dos estratos populares, no contexto do capitalismo global e flexível. A partir de análise de dados obtidos em entrevistas de longa duração com os estudantes, com o aporte de dados estatísticos obtidos em fontes secundárias, os resultados desta investigação trazem a tona uma interpretação sociológica das perspectivas futuras e conflitualidades vivenciadas por estes atores, que procura problematizar e complementar outras abordagens sobre os receios e incertezas juvenis no campo da educação e do trabalho. As conflitualidades dos atores pesquisados, expressas nas suas projeções de um percurso de estudos e de profissionalização, demonstraram-se resultantes, principalmente, da transição e da sobreposição de configurações históricas da relação entre educação profissional, trabalho e ciclo de vida juvenil presentes em seus universos de socialização. Esta trama constituiria variações disposicionais tensionadas entre “escolhas” e “(in)definições” que poderiam, na percepção desses jovens, limitar ou ampliar seus rumos profissionais e estilos de vida.
Abstract This thesis deals with youth issues, vocacional education and work in Contemporary Brazil. Its object of study is the relationship of socialization processes of young students of technical education at the Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica to the dispositional plots that characterize their projections on their trajectory of study and professional training. This study, supported by a theoretical and methodological perspective of dispositional sociology by Bernard Lahire, aims to understand how dispositional variations and tensions of these actors are generators and propellants of their perspectives, fears and uncertainties in relation to their trajectory of study, qualification and work to be incurred. The argument is that such conflictualities result of variation of social dispositions composed simultaneously by (i) the socialization models and logics of socio-economic integration of young people from popular strata occurred in the context of the fordist modernization experienced by past generations and (ii) the experimentation of forms of integration, mobility and lifestyle emerging in contemporaneity, where is developed a new youth condition with opportunities not yet fully established, especially for these young people from the popular strata in the context of global and flexible capitalism. From the analysis of data obtained in long interviews with students, and by statistical data input obtained from secondary sources, the results of this research evidence a sociological interpretation of future prospects and conflictualities experienced by these actors, looking to problematize and to complement other approaches on the fears and uncertainties of youth in education and work. The conflictualities of respondents actors, expressed in their projections of a trajectory of study and professionalization, are resulting mainly from the transition and the overlapping of historical configurations of the relationship between professional education, work and life cycle of youth present in their universes of socialization. This plot would compose dispositional variations tensioned between "choice" and "(in)definitions" that could, in the perception of these young people, limit or expand their professional trajectory and lifestyles.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/148982
Arquivos Descrição Formato
001004165.pdf (2.524Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.