Repositório Digital

A- A A+

As missões jesuítico-guaranis : o patrimônio histórico-cultural e a integração regional (1979-1987)

.

As missões jesuítico-guaranis : o patrimônio histórico-cultural e a integração regional (1979-1987)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As missões jesuítico-guaranis : o patrimônio histórico-cultural e a integração regional (1979-1987)
Autor Loyola, Érico Teixeira de
Orientador Kerber, Alessander Mario
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Identidade nacional
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional
Integração regional
Missoes jesuitico-guaranis
Patrimônio cultural
Patrimônio histórico
Turismo cultural
Resumo O presente trabalho se propõe à análise dos processos de “ativação patrimonial” levados a cabo pelo IPHAN relativamente ao conjunto missioneiro guaranítico-jesuíta localizado na fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai. Mais especificamente, diz respeito às transformações das estratégias aplicadas pelo IPHAN relativamente ao referido conjunto, de 1979 e 1987, no contexto de aproximação política Brasil-Argentina, e as “representações” daí engendradas. Parte-se do pressuposto de que as Missões Jesuítico-Guaranis foram tomadas como motivo de orgulho nacional quando classificadas como “patrimônio histórico-cultural”, a partir da década de 1930. Tem-se também por hipótese que esse conjunto cultural, nos anos 1970, teria supostamente passado a ser apropriado de forma diversa, para além de critérios estritamente “nacionais”. Dessa forma, a partir da discussão de tais transformações e da apresentação, sistematização e interpretação de três períodos de ativação patrimonial das Missões Jesuítico-Guaranis (1979, 1983-1984 e 1987), pretendese compreender como teriam sido as estratégias estabelecidas pelo IPHAN, se de fato existentes, para eventualmente fomentar uma identidade de caráter “supranacional”, capaz de ir “além da História-pátria”, preservando, em bases não-nacionais, um conjunto cultural que trespassaria as fronteiras brasileiras.
Abstract This study aims to analyze the process of "patrimonial activation" carried on by IPHAN regarding the ruins of Jesuit Missions of the Guaranis existent on the border between Brazil, Argentina and Paraguay. More specifically, it concerns the transformation of the strategies applied by IPHAN towards this cultural set, from 1979 to 1987, in the context of Brazilian-Argentinean political approach, and the “representations” this process engendered. This dissertation is based on the presumption that the Jesuit-Guaraní Missions were taken as a matter of national pride when classified as "historical and cultural heritage", in the 1930s. It also presupposes that these ruins, from the 1970s onward, would come to be appropriated differently, supposedly avoiding a criteria established exclusively on a “national” basis. Thus, by discussing these transformations, and presenting and interpreting three periods of patrimonial activation of the Jesuit-Guarani Missions (1979, 1983-1984 and 1987), we intend to understand the strategies established by IPHAN, if existing, to go “beyond national history”, preserving, in a non-national basis, a cultural set that would surpass Brazilian borders, and eventually express a “supranational” identity.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/148986
Arquivos Descrição Formato
001003525.pdf (2.821Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.