Repositório Digital

A- A A+

A pluriatividade como estratégia de reprodução social da agricultura familiar no sul do Brasil

.

A pluriatividade como estratégia de reprodução social da agricultura familiar no sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A pluriatividade como estratégia de reprodução social da agricultura familiar no sul do Brasil
Outro título Pluriactivity as a strategy of social reproduction for family farming in the south of Brazil
Autor Schneider, Sergio
Resumo Este trabalho examina a emergência e a consolidação de atividades não agrícolas no espaço rural e a formação de unidades produtivas agrícolas crescentemente identificadas com a pluriatividade de seus membros. Situa-se no âmbito das pesquisas que buscam demonstrar os mecanismos e as estratégias que vêm viabilizando formas familiares de produção no campo. A combinação permanente de atividades agrícolas e não agrícolas, em uma mesma família, caracteriza e define a pluriatividade, que tanto pode ser um recurso ao qual a família faz uso como representar uma estratégia individual dos membros que constituem a unidade doméstica. O estudo focaliza as unidades familiares localizadas na região da Colônia Velha alemã, no Rio Grande do Sul, e na região do Médio Vale do Itajaí, em Santa Catarina. Nessas regiões, parte significativa das unidades familiares não depende mais exclusivamente do trabalho agrícola, pois seus membros ampliam o orçamento doméstico através do recurso por meio de atividades realizadas fora da propriedade, em tempo integral ou parcial. As atividades não agrícolas desenvolvidas são variadas, dependendo do contexto na qual as unidades familiares se inserem A adesão à pluriatividade algumas vezes provoca modificações na organização da unidade produtiva agrícola, estimulando o uso da terra para cultivos permanentes, como o reflorestamento, ou a agricultura de subsistência. Outras vezes, a pluriatividade de membros da família não afeta a produção agrícola, caracterizando-se basicamente como estratégia de emprego de mão-de-obra excedente na agricultura. Esta delimitação da problemática social investigada fornece a moldura e o escopo da discussão teórica desenvolvida na tese, sobre o significado da pluriatividade numa sociedade capitalista, com base principalmente na contribuição marxista e neomarxista ao estudo da questão agrária.
Abstract This paper examines the emergence and consolidation of non-agricultural activities in rural areas and the formation of productive units increasingly identified with the pluriactivity of rural families. The permanent combination of agricultural and non-agricultural activities within a single family characterizes and defines pluriactivity, either as a familiar strategy or as the result of individual decisions by household members. The study focusses on family units located in the region of the Old German Colony in the state of Rio Grande do Sul and in the region of the Itajaí Valley in state of Santa Catarina. In these regions, many family farms do not depend anymore exclusively on agriculture activities, and increase their domestic budget through off farm activities, either part or full-time. The non agricultural activities undertaken are varied and depend mostly on the context in which those family farms are inserted The adoption of pluriactivity some times promotes changes in the family farm’s organization, such as the use of a large part of the land for forestry or the practice of agriculture exclusively for self-subsistence. At other times, the pluriactivity of some of the family members does not affect agricultural production, since it basically represents a strategy of employment for family labour not needed in the agricultural activity. This definition of the social issue involved in the research offers a framework and delimits the scope of the theoretical discussion on the meaning of pluriactivity in a capitalist society, based principally on marxist and neo-marxist contributions to the agrarian question.
Contido em Estudos sociedade e agricultura. Rio de Janeiro, RJ. N. 16 (abr. 2001), p. 164-184
Assunto Agricultura familiar
Pluriatividade
Reprodução social
Sociologia rural
[en] Family farming
[en] Non-agricultural activities
[en] Pluriactivity
[en] Social reproduction
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/149043
Arquivos Descrição Formato
000183492.pdf (142.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.