Repositório Digital

A- A A+

Estudo da maturação das vias auditivas por meio dos potenciais evocados auditivos de tronco encefálico em crianças nascidas pré-termo

.

Estudo da maturação das vias auditivas por meio dos potenciais evocados auditivos de tronco encefálico em crianças nascidas pré-termo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da maturação das vias auditivas por meio dos potenciais evocados auditivos de tronco encefálico em crianças nascidas pré-termo
Autor Sleifer, Pricila
Orientador Costa, Sady Selaimen da
Co-orientador Cóser, Pedro Luiz
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas: Pediatria.
Assunto Audiometria de resposta evocada
Lactente
Potenciais evocados auditivos do tronco encefálico
[en] Auditory brainstem response audiometry
[en] Auditory evoked potential
[en] Children
[en] Preterm
Resumo Os potenciais evocados auditivos de tronco encefálico (PEATE) são um instrumento clínico muito útil na avaliação da maturação das vias auditivas em crianças nascidas pré-termo. Objetivos: Observar a maturação da via auditiva pela análise PEATE em crianças nascidas prétermo em três idades (4, 12 e 20 meses de idade). Casuística e Método: Coorte, individual, observacional, comparativo e contemporâneo. O fator em estudo foi crianças nascidas pré-termo e o desfecho à observação da maturação da via auditiva neste grupo, pela análise PEATE, em três avaliações (aos 4, 12 e 20 meses de idade), precedido de avaliação otorrinolaringológica e audiológica com objetivo de garantir que não apresentavam alteração auditiva. Resultados: Ingressaram 73 crianças pré-termo. Não foi encontrada diferença estatística (P>0,05) na comparação dos resultados entre os gêneros, bem como interaural. Houve diferença estatiticamente significante entre idade gestacional, as latências absolutas e intervalos interpicos nas três avaliações realizadas, ocorrendo uma diminuição das latências com o aumento da idade. Verificamos que a maturação da onda I foi mais rápida, e a maturação da onda V foi mais lenta. Podemos perceber que a maturação da via auditiva até o tronco encefálico segue o sentido caudorostral, sendo a da via periférica mais precoce, e a da rostral, mais tardia. Conclusão: Com base nos achados deste estudo, recomendamos que a aplicação do procedimento de avaliação audiológica através do PEATE em crianças nascidas pré-termo, pelo menos até os 20 meses de idade, seja realizado levando-se em conta a idade gestacional a fim de se obter análises fidedignas.
Abstract Brainstem Auditory Evoked Potential (BAEP) is a very useful clinical instrument in the evaluation of the auditory pathways maturation in preterm children. Objective: To observe the maturation of the auditory pathway with the use of the BAEP analysis in preterm children at three different ages (four, 12 and 20 months). Casuistry and Method: Group, individual, observational, comparative and contemporary. Preterm children and the outcome to observation of the auditory pathway maturation by the BAEP analysis in three evaluations (at 4, 12 and 20 months of age) were studied. The procedures were preceded by otolaryngological and auditory evaluation with the objective to guarantee the non presence of auditory alteration. Results: Seventy-three preterm children participated in the study. Statistically significant difference was not found (P> 0,05) in the comparison between genders and between ears. There was a statistically significant difference among gestational ages, absolute latencies and interpic intervals in the three evaluations conducted, occurring a reduction of latencies with age increase. We verified that maturation of wave I was faster and the maturation of wave V was slower. We could perceive that the maturation of the auditory pathway up to the brainstem follows the caudorostral direction, being the peripheral pathway more precocious and the rostral pathway more delayed. Conclusion: Based on the findings of this study, we recommend the application of the audiological evaluation procedure using BAEP in preterm children, at least until 20 months of age, by taking into account the gestational age in order to obtain reliable analyses.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/14941
Arquivos Descrição Formato
000671224.pdf (748.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.