Repositório Digital

A- A A+

Relações intra-classe : solidariedade e conflito na formação da classe operária no Rio Grande do Sul

.

Relações intra-classe : solidariedade e conflito na formação da classe operária no Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relações intra-classe : solidariedade e conflito na formação da classe operária no Rio Grande do Sul
Autor Amorim, Ailana Cristina de
Orientador Petersen, Sílvia Regina Ferraz
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Brasil
Classe operária
Classes sociais
Conflito
Exploração econômica
Minas Gerais
Movimento operário
Mundo do trabalho
Relações interprofissionais
Relacões trabalhistas
Rio Grande do Sul
Solidariedade
[en] Conflict
[en] Solidarity
[en] Working-class
Resumo Este trabalho analisa as relações de solidariedade e conflito no processo de formação da classe operária no Rio Grande do Sul no final do século XIX e início do XX. Parte-se do pressuposto que a classe se forma nas relações travadas com a burguesia, mas também naquelas relações que se estabelecem entre seus próprios membros, as quais nem sempre são de união e cooperação. Preocupou-se em analisar estas relações de solidariedade e conflito em diversos espaços e situações da vida operária: as relações entre trabalhadores homens e mulheres, a instrução operária, as entidades associativas, a exploração fabril, as greves entre outros. Procurou-se demonstrar que o processo de formação da classe foi baseado em critérios como de gênero, etnia, ideologia e que estes interferiram diretamente no modo de vida e de luta destes trabalhadores operários.
Abstract This study analyses the solidarity and conflict relations on the making of working-class in Rio Grande do Sul at the end of ninetieth century and the beginning of twentieth century. We believe that as far as the struggle class is responsible for the making of working-class are also the relations between the workers. But we also know that in some cases those relations aren’t of cooperation and union. Our goal is to understand those relations in some spaces and situations of working-class life: the relations between men and women workers, worker education, the associations they founded, the factory exploration, the strikes, etc. We tried to demonstrate that the making of working-class was built-up in aspects like gender, ethnical and ideological elements that directly interfered in the way of life and struggle of these workers.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/15004
Arquivos Descrição Formato
000674545.pdf (477.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.