Repositório Digital

A- A A+

Animação de humanos virtuais aplicada para língua brasileira de sinais

.

Animação de humanos virtuais aplicada para língua brasileira de sinais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Animação de humanos virtuais aplicada para língua brasileira de sinais
Outro título Virtual human animation applied in brazilian sign language
Autor Schneider, Andréia Rodrigues de Assunção
Orientador Nedel, Luciana Porcher
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Informática. Programa de Pós-Graduação em Computação.
Assunto Informática : Educação
Lingua : Sinais
Lingua brasileira : Sinais
[en] Signed language
[en] Virtual human animation
Resumo Os surdos possuem a capacidade de utilizar a língua oral para se comunicar limitada e por isso tem como língua materna as línguas gestuais. Isso dificulta a utilização, de maneira satisfatória, dos serviços básicos, bem como a inserção na sociedade ouvinte, que é composta pela maioria da população. Devido ao fato desta língua ser gestual, é viável afirmar que se pode simular seus sinais através de animação de humanos virtuais, sem perder a percepção correta do significado do mesmo (que palavra o sinal representa). O presente trabalho descreve uma técnica de animação aplicada em LIBRAS. A idéia principal é, baseado na descrição da animação de um determinado sinal, executar seu movimento de forma mais, ou menos ampla para que se consiga aproveitar o espaço disponível para a gesticulação, sem entretanto perder o significado do sinal. A animação computacional de um sinal deve o mais próximo possível do real, ou seja, seu significado deve ser facilmente entendido e sua execução deve ser natural (suave e contínua). Para isso os sinais devem ser definidos de acordo com as limitações de movimentação das articulações humanas, bem como ao campo de visão do receptor. Além disso alguns parâmetros devem ser analisados e definidos: velocidade do movimento, tempo e amplitude dos sinais. Outro aspecto importante a ser tratado é o espaço que é disponível para a execução do sinal: dependendo do espaço, o sinal deve ser animado de forma a se adequar a ele. A implementação da técnica resultou em um sistema de animação para LIBRAS composto por três módulos: • um modelador do humano virtual, de forma que as articulações e DOFs deste sejam anatomicamente coerentes com a realidade; • um gerador de gestos, o qual é responsável pela transformação dos parâmetros como velocidade, tempo de execução do gesto, configuração das juntas, em um arquivo que descreve a animação da pose. Cabe ressaltar que as palavras em LIBRAS são conhecidas como sinais. Já um sinal é composto por um ou vários gestos e estes são compostos por poses; • um animador, o qual é responsável por gerar a animação de um sinal previamente criado, adequando (se necessário) a amplitude deste sinal ao espaço disponível para a execução do mesmo. O sistema criado foi submetido a testes para que a técnica fosse validada. O que se buscou com os testes foi verificar se os sinais gerados eram passíveis de entendimento, ou seja, se a animação gerada representava determinada palavra. Todos os aspectos acima mencionados são apresentados e analisados em detalhes.
Abstract Deaf people have a limited capacity of using oral language to communicate. Because of this, they use gestural languages as their native language. This makes it especially difficult for them to make use of basic services in a satisfactory way and to properly integrate the hearing world, to which the majority of the population belongs. Due to the fact that this language is only gestural, it is possible to say that the signs it comprises of can be simulated with the animation of virtual humans without losing the correct perception of their inherent meanings (what words they represent). This work describes a technique of animation for LIBRAS. The main idea is to take the movement of a sign from a description of its animation and execute it in a more or less wide manner in order to better use the available space for gesticulation without losing the meaning. The computer animation of a sign must be as close to the real gesture as possible. Its meaning must be easily understood and its execution must be natural (smooth and continuous). For that, the signs must be defined in accordance with the movement limitations imposed by the human joints, and the field of view of the receiver. Besides that, some relevant parameters must be analyzed and defined: speed of the movement, time and amplitude of the signs. Another important aspect to be addressed is the space that is available for the execution of the sign: depending on the area, the sign must be animated in a manner that makes it properly fit in it. The implementation of the technique resulted in a animation system for LIBRAS, that consists of three modules: • a virtual human modeler, so that the joints and DOFs are anatomically consistent with reality; • a gesture generator, which is responsible for the processing of parameters such as speed, time of execution of the gesture, joint configuration, in a file that describes the animation of the pose. It is worth emphasizing that the words in LIBRAS are known as signs. Already a sign is composed of one or more gestures and they are composed of poses; • an animator, which is responsible for generating the animation of a previously created sign, fitting (if necessary) the sign amplitude to the space available for its animation. The generated system has been submitted for tests in order to validate the technique. The goal of the tests was to check whether the generated signs were understandable - if the generated animation represented a certain word. All aspects above are presented and analyzed in detail.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/15313
Arquivos Descrição Formato
000677345.pdf (1.554Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.