Repositório Digital

A- A A+

Uso da luminescência como ferramenta de detecção de oxigênio dissolvido para verificação da qualidade de água bruta superficial

.

Uso da luminescência como ferramenta de detecção de oxigênio dissolvido para verificação da qualidade de água bruta superficial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Uso da luminescência como ferramenta de detecção de oxigênio dissolvido para verificação da qualidade de água bruta superficial
Autor Pereira, Munique Rodrigues
Orientador Campo, Leandra Franciscato
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Química. Curso de Química Industrial.
Assunto Análise de água
Luminescencia
Validação
Resumo O controle da demanda bioquímica de oxigênio (DBO5), que significa a determinação do consumo de oxigênio molecular pelas matérias orgânicas presentes na água num período de cinco dias, é um parâmetro importante para avaliação da carga orgânica lançada nos recursos hídricos. Realizam-se duas leituras da amostra, a primeira de forma imediata, logo quando a mesma é coletada ou quando chega no laboratório de análise, e a segunda após cinco dias de encubação em condições de temperatura controlada (20 °C). Um dos principais métodos utilizados atualmente é o método Winkler modificado pela azida sódica. O método depende da oxidação do hidróxido manganoso (managnês bivalente) pelo oxigênio dissolvido na água, resultando na formação de um composto tetravalente. Quando a água contendo o composto tetravalente é acidificada, iodo é liberado a partir da oxidação do iodeto de potássio (ou de sódio). O iodo é equivalente quimicamente a quantidade de oxigênio dissolvido presente na amostra e é determinado por titulação com uma solução padrão de tiossulfato de sódio. O presente trabalho visa à substituição deste método pelo uso de um sensor de oxigênio baseado na medida do tempo de vida da fluorescência. Para que esta substituição fosse possível foi necessário que se realizassem testes de seletividade, sensibilidade, precisão, exatidão e robustez. A metodologia mostrou-se indiferente à presença de interferentes na matriz para a determinação do analito. O limite de detecção foi de 0,28 mg/L de O2 e a comparação entre os resultados obtidos pelos dois métodos se mostraram semelhantes.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/153237
Arquivos Descrição Formato
001014373.pdf (1.354Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.