Repositório Digital

A- A A+

Trabalho bancário, arquitetura dos espaços de trabalho e subjetividade

.

Trabalho bancário, arquitetura dos espaços de trabalho e subjetividade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Trabalho bancário, arquitetura dos espaços de trabalho e subjetividade
Autor Ustárroz, Larissa
Orientador Grisci, Carmem Ligia Iochins
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Administração de recursos humanos
Condições de trabalho
Subjetividade e trabalho
Trabalho bancário
Trabalho imaterial
Resumo A presente dissertação busca compreender os impactos que a reformulação do espaço físico de trabalho de algumas agências do Banco do Brasil acarretou nos modos de trabalhar e de ser dos gerentes de atendimento de pessoa física – Estilo e Preferencial/Exclusivo. A pesquisa desenvolveu-se através de um estudo de caso que teve a participação de 31 entrevistados, sendo 16 entrevistados na primeira etapa e outros 15, na segunda. Um dos entrevistados participou das duas etapas, totalizando 32 entrevistas. Os dois grupos foram compostos por 7 gerentes Estilo e 9 gerentes Preferencial/Exclusivo. A coleta de dados se deu através de entrevistas individuais semi-estruturadas, fontes documentais, fontes iconográficas ou fotografias, observação direta e conversas informais. A análise dos dados coletados se deu à luz do referencial teórico sobre trabalho bancário, arquitetura dos espaços de trabalho e subjetividade. Os resultados da pesquisa indicam que a reformulação do espaço físico de trabalho influencia nos modos de trabalhar dos gerentes Estilo, criando desafios, a partir da noção de trabalho imaterial, e conferindo motivação, a partir do ambiente sofisticado; influencia nos modos de ser dos gerentes Estilo, no que se refere à apresentação/imagem e conduta; modifica negativamente o relacionamento entre os gerentes Estilo e Preferencial/Exclusivo, afastando-os em função da competição; e modifica positivamente o relacionamento entre os gerentes Estilo e seus clientes, aproximando-os. O espaço físico, como apresentado pela literatura, é a primeira referência do sujeito e é nele que se produzem subjetividades.
Abstract This dissertation seeks to understand the impacts that the physical workspace rearrangement in some agencies of the Banco do Brasil (Brazilian bank) had on the ways managers of common bank clients under the Banco do Brasil Estilo (Style) and Banco do Brasil Preferencial/Exclusivo (Optimal/Exclusive) services work and behave. The research was developed through a case study that counted on the participation of 31 interviewees: 16 of which were interviewed during the first phase and 15 in the second phase. One of the interviewees participated in both phases, resulting in 32 interviews altogether. Each group was comprised of seven Style managers and nine Optimal/Exclusive managers. The data collection took place through semi-structured individual interviews, documentation, iconographic sources or photographs, direct observation and informal conversations. Data analysis was based on the theoretical reference about banking work, workspace architecture and subjectivity. The research results indicate that the rearrangement of the physical workspace influences the way Style managers work, creating challenges from the concept of immaterial work, and encouraging motivation, from the sophisticated environment; it influences the way Style managers behave regarding their presentation/image and conduct; it changes adversely the relationship between Style and Optimal/Exclusive managers, keeping them apart due to the competition; and it changes positively the relationship between Style managers and their clients, bringing them closer. The physical workspace, as the literature presents us with, is the first reference to the subject and it is where subjectivities take place.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/15601
Arquivos Descrição Formato
000686883.pdf (1.197Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.