Repositório Digital

A- A A+

A proteína 1 relacionada a uteroglobulina está associada a gravidade da injúria inalatória

.

A proteína 1 relacionada a uteroglobulina está associada a gravidade da injúria inalatória

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A proteína 1 relacionada a uteroglobulina está associada a gravidade da injúria inalatória
Outro título Uteroglobulin-related Protein 1 and Severity of Inhalation Injury
Autor Henrich, Sabrina Frighetto
Orientador Friedman, Gilberto
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Pneumológicas.
Assunto Lesão por inalação de fumaça
Pneumonia
Queimaduras por inalação
Resumo INTRODUÇÃO: A mortalidade das vítimas de queimaduras tem diminuído nos últimos anos e a lesão inalatória tornou-se a principal causa de morte. As consequências da inalação por fumaça resultam de uma resposta inflamatória que envolve vários mediadores. A proteína 1 relacionada a uteroglobulina (UGRP1) é uma secretoglobulina antinflamatória específica do pulmão que pode desempenhar um papel na inflamação pulmonar. OBJETIVO: Investigar se a expressão precoce da UGRP1 na inalação de fumaça está relacionada com a severidade da injúria inalatória. MÉTODOS: Nós estudamos 16 pacientes críticos vítimas de queimaduras. Todos os pacientes foram mecanicamente ventilados por Síndrome da Angústia Respiratória do Adulto (SARA) secundária a injúria por inalação de fumaça. Uma amostra de sangue foi coletada entre a admissão a UTI até 24h após a injúria inalatória. O grau da injúria por inalação foi avaliado em todos os pacientes. RESULTADOS: A média de idade dos pacientes foi de 23±5 anos, com injúria inalatória: graus 1 (n=3), 2 (n=4) e 3 (n=9). Níveis de UGRP1 foram significativamente relacionados a severidade da injúria (Grau 1 0.389±0.053 DO/mL vs. grau 2 0.474±.0423 DO/mL vs grau 3 0.580±0.094 DO/mL, p=0.007). CONCLUSÕES: Níveis aumentados de UGRP1 no plasma humano após lesão inalatória em pacientes queimados estão associados com a severidade da injúria pulmonar.
Abstract INTRODUCTION: The mortality of burn victims has decreased in recent years and the inhalation injury has become the leading cause of death. The consequences of smoke inhalation result from an inflammatory response involving several mediators. Uteroglobin-related protein 1 (UGRP1) is a lungspecific anti-inflammatory secretoglobulin that may play a role in lung inflammation. AIM: To investigate if UGRP1 expression early after smoke inhalation relates to the severity of inhalation injury. METHODS: We studied 16 critically ill burn victims. All patients were mechanically ventilated with Acute Respiratory Distress Syndrome (ARDS) secondary to smoke inhalation injury. A blood sample was collected at ICU admission within 24 hours after the inhalation injury. The grade of inhalation injury was evaluated in all patients. RESULTS: Mean age was 23±5 years, with inhalation injury: grades 1 (n=3), 2 (n=4), and 3 (n=9). UGRP1 levels were significantly related to the severity of inhalation (Grade 1 0.389±0.053 OD/mL vs. grade 2 0.474±.0423 OD/mL vs grade 3 0.580±0.094 OD/mL, p=0.007). CONCLUSIONS: UGRP1 levels in human blood plasma increases after inhalation injury in burn patients and are associated with the severity of inhalation injury.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/156018
Arquivos Descrição Formato
001014111.pdf (324.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.