Repositório Digital

A- A A+

Programa de controle da tuberculose da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre : a adesão ao tratamento a partir da análise das estratégias da equipe de saúde

.

Programa de controle da tuberculose da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre : a adesão ao tratamento a partir da análise das estratégias da equipe de saúde

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Programa de controle da tuberculose da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre : a adesão ao tratamento a partir da análise das estratégias da equipe de saúde
Autor Micheletti, Vania Celina Dezoti
Orientador Bordin, Ronaldo
Data 2008
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Gestão em Saúde.
Assunto Gestão em saúde
Promoção da saúde
Tuberculose : Controle
Resumo O Brasil, segundo a OMS, é o décimo quinto colocado no ranking dos países com maior carga de tuberculose, sendo que no Rio Grande do Sul e em Porto Alegre os coeficientes de incidência são de 39,24/100.000 habitantes e 91/100.000 habitantes, respectivamente. Com o objetivo de deter a epidemia, o Programa Federal de Controle da Tuberculose propõe a cura de pelo menos 85% dos casos diagnosticados e a redução do abandono do tratamento para, no máximo, 5%, considerando a tuberculose é uma doença que tem cura, quando tratada adequadamente, e que há a disponibilização gratuita dos medicamentos na rede pública de saúde. O Programa Municipal de Controle da Tuberculose, da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre, no entanto, não tem conseguido atingir as metas pactuadas com o Ministério da Saúde. O presente trabalho tem por objetivo descrever a estrutura do funcionamento do Programa de Controle da Tuberculose e as estratégias empregadas para aperfeiçoar a adesão ao tratamento, bem como avaliar o Programa de Controle da Tuberculose da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre no que se refere à adesão ao tratamento. O estudo foi realizado através de questionário estruturado e auto-aplicável em 4 unidades de saúde que possuem ambulatórios de referência para o tratamento da tuberculose. Foram respondidos 25 questionários e os dados foram tabulados e analisados no programa SPSS. Os resultados demonstram que uma das unidades de saúde possui os melhores indicadores de adesão ao tratamento, mas não foi possível identificar qual estratégia vem sendo utilizada para a obtenção destes índices diferenciados em relação às outras três equipes estudadas.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/15628
Arquivos Descrição Formato
000678306.pdf (221.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.