Repositório Digital

A- A A+

Nova geografia econômica : um ensaio para o Brasil

.

Nova geografia econômica : um ensaio para o Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Nova geografia econômica : um ensaio para o Brasil
Autor Cunha, Juliana Corrêa da
Orientador Pôrto Júnior, Sabino da Silva
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Brasil
Desigualdade de renda
Geografia econômica
[en] Brazil
[en] New economic geography
[en] Regional inequality
Resumo O objetivo dessa dissertação foi retratar as principais evidências empíricas existentes até então, focando na equação de salários, uma das ferramentas mais utilizadas da Nova Geografia Econômica, segundo Hanson (1998).O estudo apresentou resultados consistentes sobre a importância da teoria para a explicação do diferencial de salário, focando no acesso ao mercado e, por conseguinte, no custo de transporte e retornos crescentes de escala como contundentes para se entender o padrão de aglomeração de determinada região. O estudo pretendeu também contribuir com o leque de evidências acerca da Nova Geografia Econômica como explicação para o padrão de aglomeração brasileiro. Para isso foi utilizado uma especificação concernente à teoria, buscando focar na acessibilidade do mercado por meio do teste dos três parâmetros estruturais da Nova Geografia Econômica e por fim, a última testou a aplicabilidade da equação de Fujita at al (2002) ao modelo brasileiro. Por meio da utilização de dados da PNAD para todos os Estados brasileiros, chega-se a conclusão de que o mercado potencial não deve ser desconsiderado pelos formuladores de políticas publicas ao se pensar na desigualdade brasileira de salários e, por conseguinte no padrão de aglomeração da atividade econômica que se verifica no país.
Abstract The goal of this dissertation was portraying the main empirical evidence available so far, focusing on the equation of wages, one of the most used tools of the New Economic Geography, according to Hanson (1998). The study showed consistent results on the importance of theory for the explanation of 'salary differential, focusing on market access and therefore the cost of transport and increasing returns to scale as remarkable for understanding the pattern of settlement in a region. The study also wanted to contribute to the range of evidence about the New Economic Geography as explanation for the pattern of agglomeration Brazil. For this we used a specification regarding theory, focus on seeking market access through the test of the three structural parameters of the New Economic Geography and finally, the last tested the applicability of the equation of Fujita at al (2002) to the Brazilian model. Through the use of data from PNAD for all Brazilian states, we reach the conclusion that the market potential should not be disregarded by policymakers when they are thinking of Brazilian inequality of wages and therefore in the pattern of agglomeration of economic activity that takes place in the country.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/15639
Arquivos Descrição Formato
000685334.pdf (923.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.