Repositório Digital

A- A A+

Estratigrafia de alta resolução dos estágios iniciais de rifteamento, Bacia De Sergipe-Alagoas, Brasil.

.

Estratigrafia de alta resolução dos estágios iniciais de rifteamento, Bacia De Sergipe-Alagoas, Brasil.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estratigrafia de alta resolução dos estágios iniciais de rifteamento, Bacia De Sergipe-Alagoas, Brasil.
Autor Kifumbi, Carrel
Orientador Scherer, Claiton Marlon dos Santos
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geociências.
Assunto Formação feliz deserto
Formacao serraria
Rifte
[en] Feliz deserto formation
[en] Rift
[en] Sergipe-Alagoas basin
[en] Serraria formation
Resumo A transição entre as duas primeiras fases de rifteamento é caracterizada por um aumento da atividade tectônica e uma reestruturação da bacia. Na Bacia de Sergipe-Alagoas, essa passagem é marcada pela mudança dos sistemas deposicionais e das direções de paleocorrentes entre as Formações Serraria e Feliz Deserto. A sucessão sedimentar estudada pode ser subdividida em três unidades deposicionais que denotam contextos paleogeográficos diferentes. A unidade I, equivalente ao topo da Formação Serraria, é caracterizada por corpos arenosos amalgamados de canais fluviais entrelaçados. A unidade II, correspondente à base da Formação Feliz Deserto, é caracterizada pela intercalação entre associações de fácies de canais fluviais anastomosados e planície de inundação. A unidade III, equivalente à maior parte da Formação Feliz Deserto, é caracterizada por depósitos deltaicos. Os dados de paleocorrentes da unidade I indicam que o depocentro da bacia nessa fase está localizado provavelmente fora dos limites dos atuais estados de Sergipe e Alagoas e a unidade III apresenta um padrão de paleocorrentes polimodal sugerindo influxo sedimentar a partir de vários flancos A baixa quantidade de medidas de paleocorrentes da unidade II não permite tirar conclusões sobre a localização exata do depocentro. A mudança de sistema deposicional e de direção das paleocorrentes sugere que as unidades descritas foram depositadas em diferentes estágios evolutivos de rifte. As unidades I e II foram depositadas em uma ampla bacia rasa durante o Trato de Sistema Tectônico de Início de Rifte (Kuchle e Scherer, 2010) caracterizado por baixa taxa de criação de espaço de acomodação e baixa atividade tectônica. Pode se inferir que esses parâmetros aumentam levemente na unidade II pela preservação de sedimentos finos externos ao canal. A unidade III por sua vez sugere um contexto de bacias mais profundas com alta taxa de criação de espaço de acomodação associada à fragmentação da ampla bacia em meio-grábens distintos. Esse estágio é denominado de Trato de Sistema Tectônico de Desenvolvimento de Meio-Gráben (Kuchle e Scherer, 2010). O contato entre os dois tratos é marcado por uma superfície de inundação indicando que a transição é extremamente rápida e marcada por uma mudança radical na geometria da bacia.
Abstract The transition between the first two stages of rifting is characterized by an increase in tectonic activity and a restructuring of the basin. In the Sergipe-Alagoas Basin, this passage is marked by the change of depositional systems and of paleocurrent directions between Serraria and Feliz Deserto formations. The sedimentary succession studied can be subdivided into three depositional units denoting different paleogeographic contexts. Unit I, equivalent to the top of Serraria Formation, is characterized by multy-storey and multi-lateral amalgamated sandstone bodies of braided fluvial channel facies association. Unit II, which corresponds to the base of Feliz Deserto Formation, is characterized by the intercalation between anastomosed fluvial channel and floodplain facies associations. Unit III, equivalent to the major part of Feliz Deserto Formation, is characterized by delta deposits. The paleocurrent direction of unit I indicates that the basin depocenter during this fase was probably located outside the limits of the actual states of Sergipe and Alagoas and unit III displays a polymodal paleocurrent pattern suggesting sedimentary influx from several flanks The low amount of paleocurrent measurement of unit II does not allow drawing conclusions about the exact location of the depocenter. The change of depositional system as well as paleocurrent direction suggests that the described units were deposited in different evolutionary stages of rifting. Units I and II were deposited in a wide shallow basin during the Rift Initiation System Tract (Kuchle and Sherer, 2010) characterized by low rate of accommodation space creation and low tectonic activity. It can be inferred by the preservation of fine sediments external to the channel that, in unit II, these parameters increase slightly. Unit III in turn suggests a context of deeper basins with high rate of accommodation space creation associated with the fragmentation of the wide basin in distinct half-grabens. This phase is called Half-Graben Development System Tract (Kuchle and Sherer, 2010). The contact between these two stages is marked by a flooding surface indicating that the transition is extremely rapid and marked by a radical restructuration in the geometry of the basin.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/156400
Arquivos Descrição Formato
001015723.pdf (5.052Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.