Repositório Digital

A- A A+

Tradução ao espanhol da obra Um time muito especial, de Jane Tutikian : um processo criativo

.

Tradução ao espanhol da obra Um time muito especial, de Jane Tutikian : um processo criativo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Tradução ao espanhol da obra Um time muito especial, de Jane Tutikian : um processo criativo
Autor Fonseca, Carla Cardoso
Orientador Silva, Márcia Ivana de Lima e
Co-orientador Lucena, Karina de Castilhos
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Crítica genética
Processo criativo
Tradução
Tutikian, Jane Fraga. Um time muito especial : Crítica e interpretação
[es] Creación
[es] Traducción
[es] Un equipo muy especial
Resumo A tradução deve ser entendida como um processo criativo, que resulta de reflexões acerca das características composicionais das línguas fonte e meta, das culturas envolvidas nesse processo e das escolhas feitas pelo tradutor com base em seus princípios teóricos. A concepção da tradução como criação literária visa a não hierarquização entre original e tradução, livrando o tradutor das amarras da fidelidade e do servilismo e concedendo-lhe a liberdade de criar para conceber melhores soluções aos problemas encontrados. O labor do tradutor – materializado em seus manuscritos – pode ser analisado como matéria-prima, através da qual é possível remontar as campanhas de escritura e o seu processo criativo. A teoria da Crítica Genética auxilia, assim, a visualizar e valorizar a obra em seu processo, e não apenas sua versão final, limpa e acabada. Neste trabalho, encontra-se a tradução da obra “Um time muito especial”, de Jane Tutikian. A partir dessa, busca-se analisar o percurso de tradução da referida obra, evidenciando a trajetória tradutória e as decisões do tradutor.
Resumen La traducción debe ser entendida como un proceso creativo, que resulta de reflexiones sobre las características compositivas de las lenguas fuente y meta, sobre las culturas involucradas en ese proceso y sobre las decisiones tomadas por el traductor basadas en sus principios teóricos. La concepción de la traducción como creación literaria tiene como finalidad la no jerarquización entre original y traducción, librándole al traductor de las ataduras de la fidelidad y del servilismo y concediéndole la libertad de crear para proponer mejores soluciones a los problemas encontrados. La labor del traductor – materializado en sus manuscritos – puede ser analizado como materia-prima, a través de la cual es posible remontar las campañas de escritura y su proceso creativo. La teoría de la Crítica Genética auxilia, así, a visualizar y a valorizar la obra en su proceso, y no tan solo su versión final, limpia y acabada. En este trabajo, se encuentra la traducción de la obra <<Um time muito especia>>, de Jane Tutikian. A partir de ésa, se busca analizar el transcurso de la traducción de la referida obra, evidenciando la trayectoria traductora y las decisiones del traductor.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/156463
Arquivos Descrição Formato
000978307.pdf (25.85Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.