Repositório Digital

A- A A+

Desenvolvimento regional no Vale do Zambeze-Moçambique em perspectiva

.

Desenvolvimento regional no Vale do Zambeze-Moçambique em perspectiva

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Desenvolvimento regional no Vale do Zambeze-Moçambique em perspectiva
Autor Mungói, Cláudio Artur
Orientador Ruckert, Aldomar Arnaldo
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Agricultura familiar
Desenvolvimento econômico
Desenvolvimento regional
Desenvolvimento rural
Investimento privado
Investimento público
Vale do Zambeze, Região (Moçambique)
[en] Development
[en] Horizontalities
[en] Region
[en] Regional development
[en] Territory
[en] Verticalities
[en] Zambezi valley region
Resumo Nesta tese analisa-se como é que o Estado e os diferentes atores promovem ações de desenvolvimento na região do Vale do Zambeze. Para tanto, se destacam as diferentes etapas históricas que determinaram formas específicas de usos políticos e econômicos do território e suas implicações sobre o processo de desenvolvimento da região do Vale do Zambeze; a participação do setor privado, da sociedade civil e das famílias rurais na promoção do desenvolvimento. As verticalidades e horizontalidades são tratadas como um par teórico importante para a análise da relação entre poder e território, determinantes para a compreensão das dinâmicas sócio-espacias na região em estudo. Contudo, procura-se demonstrar ao longo dos sete capítulos da tese através de dados secundários e empíricos coletados em cinco distritos da região do Vale do Zambeze, nomeadamente Marromeu, Morrumbala, Moatize, Báruè e Cahora Bassa que a verticalização de ações e decisões são mais expressivas e dominantes. Trata-se, pois, do uso do território da região do Vale do Zambeze como recurso de valor econômico para a viabilidade e satisfação de interesses exteriores a região. O uso econômico sobrepõe-se ao uso social. Isto significa que os distritos e a região como um todo se apresentam como passivas e receptoras da cadeia de decisões e implementação de projetos e empreendimentos concebidos fora ou longe dali. Tomam-se como evidências, a barragem de Cahora Bassa, as indústrias açucareiras, a exploração do carvão e fumo, as políticas impositivas e idealizadas a partir de fora, a forte dependência externa, entre outros fatores. Nesta perspectiva, a região do Vale do Zambeze transforma-se num lugar de finalidades, do cotidiano obediente, impostas de fora. A pesquisa foi conduzida através da utilização do método indutivo baseada numa amostra intencional operacionalizada a partir da escala local (distritos). Isto possibilitou fazer a inferência para uma escala maior (a região) tomando como padrão as dinâmicas sócio-econômicas registradas nos cinco distritos estudados.
Abstract In this thesis it is analyzed how State and different actors promote actions of development in the Zambezi Valley region. For that it is emphasized different historical periodes that determined the specific forms of political and economical uses of the territory and its implications on the process of development of the Zambezi Valley region; the participation of private sector, civil society and rural families in the promotion of the development. Verticalities and horizontalities are examined like a theoretical important couple for the analysis of the relation between power and territory, determinants for the understanding of socio-spatial dinamics in the region in study. Nevertheless, it is tried to demonstrate along seven chapters of the thesis by using secondary and empirical data collected in five districts of the Zambeze Valley region, namely Marromeu, Morrumbala, Moatize, Báruè and Cahora Bassa that the verticalization of actions and decisions are more expressive and dominant. It means the use of the territory of the Zambezi Valley region as resource of economical value for the viability and satisfaction of interests outsider to the region. The economical use is put on top of the social use. This means that the districts and the region as a whole present themselves passive and receiver of the chain of decisions and implementation of projects conceived out or far from there. Evidences are Cahora Bassa dam, sugar industries, exploration of coal and tobacco, impositives politics and idealized from abroad, strong external dependence, among other factors. In this perspective, the Zambeze Valley region is transformed into a place of finalities, the obedient daily life, imposed from abroad. The inquiry was driven by using the inductive method based on an intentional sample operationalized from the local scale (districts). This made possible to do the inference for large scale (the region) taking like standard the socio-economic dinamics registered in five districts studied.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/15649
Arquivos Descrição Formato
000688350.pdf (8.163Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.