Repositório Digital

A- A A+

Comparação do perfil físico de jogadores de futebol americano do Rio Grande do Sul de diferentes posições

.

Comparação do perfil físico de jogadores de futebol americano do Rio Grande do Sul de diferentes posições

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comparação do perfil físico de jogadores de futebol americano do Rio Grande do Sul de diferentes posições
Outro título Comparison of the physical profile of american football players of Rio Grande do Sul of different positions
Autor Pincetta, André
Orientador Cadore, Eduardo Lusa
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Bacharelado.
Assunto Antropometria
Futebol americano
Potência muscular
[en] American football
[en] Anthropometry
[en] Different positions
[en] Muscular power
[en] Physical profile
Resumo Introdução: No âmbito esportivo da educação física, os esportes de invasão são amplamente praticados e alvo de diversas pesquisas, entre eles o futebol americano. Objetivo: Avaliar e comparar os níveis de força máxima de membros superiores e inferiores, potência muscular de membros inferiores e composição corporal de jogadores de futebol americano competitivamente ativos do estado do Rio Grande do Sul de diferentes posições. Métodos: Este é um estudo transversal com amostra voluntária. Os dados avaliados serão provenientes do teste de 1RM para avaliação de força máxima de membros superiores (supino reto) e inferiores (leg press), dos testes de corrida de 10, 20, 30 e 40 jardas, de saltos com contra movimento (CMJ), sem contra movimento (SJ) e salto livre (SL) para avaliação da potência muscular e de antropometria para avaliação dos valores absolutos e percentuais de massa de gordura e massa livre de gordura. Os atletas avaliados foram classificados em jogadores da secundária defensiva (G1, formado pelos Cornerbacks e Safeties, n = 9) e recebedores ofensivos (G2, formados pelos Wide Receivers e Running Backs, n = 8) Resultados: Os dados observados em relação à composição corporal indicaram não haver diferenças significativas entre os grupos G1 e G2 em massa e estatura, bem como no % de gordura e peso de gordura, além de um tamanho de efeito pequeno através do d de Cohen (0,00 e 0,01 respectivamente). O peso livre de gordura apresentou d de Cohen = 0,43, para G1 em relação a G2. Para força máxima de membros superiores e inferiores, os grupos não apresentaram diferença significativa tanto para supino plano, quanto para Leg Press. O d de Cohen para supino plano foi avaliado em 0,72 – Efeito Moderado a Grande, já para Leg Press 0,45 – Efeito Moderado. Para os sprints, ambos os grupos não apresentaram diferenças significativas em 10, 20, 30 e 40 Jardas. Para d de Cohen, nos tempos de 10J e 20J apontaram Efeito Grande (0,99 e 0,98 respectivamente). Para 30J, d de Cohen teve efeito baixo e 40J d de Cohen = Efeito Médio. E para Saltos, os grupos também não apresentaram diferença significativa, no CMJ, G1 apresentou o d de Cohen = 0,57, efeito grande. No SJ, G1 e G2 apresentaram d de Cohen = 0,26, efeito baixo. No SL, G1 e G2 apresentaram d de Cohen = 0,49, efeito médio Discussão: Tanto para os níveis de força máxima de membros superiores e inferiores, potência muscular de membros inferiores e composição corporal de jogadores de futebol americano do estado do Rio Grande do Sul, não houveram diferenças significativas entre si, porém quando avaliamos o tamanho do efeito podemos encontrar possíveis tendências de comportamento dos dados para futuras pesquisas. Conclusão: Apesar dos dados encontrados, devido à escassez de estudos na literatura e o baixo n amostral deste trabalho, não podemos confirmar tais hipóteses, por isso sugerimos que mais estudos nessa área sejam desenvolvidos, criando um acervo de dados na literatura nacional para que se identifique os perfis ideais dos jogadores em diferentes posições do campo.
Abstract Introduction: In the sports field of physical education, the sports of invasion are widely practiced and the target of several researches, among them American football. Objective: To evaluate and compare the levels of maximum strength of upper and lower limbs, muscular power of lower limbs and body composition of competitively active American football players from the state of Rio Grande do Sul in different positions. Methods: This is a cross-sectional study with a voluntary sample. The data evaluated will come from the 1RM test for assessment of maximal limb (bench press) and lower limbs (leg press), 10, 20, 30 and 40-yard jumps, (SJ) and free jump (SL) to evaluate muscular power and anthropometry to evaluate the absolute and percentage values of fat mass and fat free mass. The evaluated athletes were classified in secondary defensive players (G1, formed by Cornerbacks and Safeties, n = 9) and offensive receivers (G2, formed by Wide Receivers and Running Backs, n = 8). Results: The observed data regarding body composition indicated that there were no significant differences between the G1 and G2 groups in mass and height, as well as in % fat and fat weight, in addition to a small size effect through Cohen's d (0,00 e 0,01 respectively) Fat free weight showed d of Cohen = 0.43, for G1 in relation to G2. For maximum strength of upper and lower limbs, the groups did not present significant difference for both flat bench press and Leg Press. Cohen's d for flat bench press was rated at 0.72 - Moderate to Large Effect, already for Leg Press 0.45 - Moderate Effect. For the sprints, both groups did not present significant differences in 10, 20, 30 and 40 Yards. For Cohen d, in the times of 10J and 20J pointed out Great Effect (0,99 e 0,98 respectively). For 30J, Cohen's d had low effect and 40J d Cohen = Average Effect. And for Jumps, the groups also did not present significant difference, in the CMJ, G1 presented the d of Cohen = = 0,57, great effect. In SJ, G1 and G2 presented Cohen's d = 0,26, low Effect. In SL, G1 and G2 presented Cohen's d = 0.49, mean effect. Discussion: For both upper and lower limb strength levels, lower limb muscle power and body composition of football players in the state of Rio Grande do Sul, there were no significant differences between them, however, when we evaluated the size of the effect We can find possible trends in data behavior for future research. Conclusion: In spite of the data found, due to the scarcity of studies in the literature and the low n sample of this work, we can not confirm these hypotheses, so we suggest that more studies in this area be developed, creating a collection of data in the national literature so that Identify the ideal profiles of players in different positions in the field.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/156525
Arquivos Descrição Formato
001017827.pdf (572.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.