Repositório Digital

A- A A+

Associação entre doença periodontal e fadiga muscular induzida pelo exercício : resultados preliminares de um estudo observacional

.

Associação entre doença periodontal e fadiga muscular induzida pelo exercício : resultados preliminares de um estudo observacional

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Associação entre doença periodontal e fadiga muscular induzida pelo exercício : resultados preliminares de um estudo observacional
Autor Goergen, Joseane
Orientador Haas, Alex Nogueira
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Doenças periodontais
Fadiga muscular
Resumo A Doença Periodontal (DP) tem sido indicada como um possível fator de risco para várias condições sistêmicas. Uma inflamação sistêmica de baixa intensidade originada a partir da DP tem sido a explicação para as associações observadas. A performance físicoatlética dos indivíduos e os mecanismos de desenvolvimento da Fadiga Muscular (FM) também têm sido estudados, inclusive tem se questionado se a condição de saúde bucal pode ser um fator de risco à redução da capacidade física dos indivíduos. O objetivo do presente estudo observacional foi verificar a associação entre DP e FM induzida pelo exercício em homens saudáveis. Foram avaliados 43 participantes, com idade entre 25 e 45 anos, oriundos da faculdade de odontologia e praticantes de atividades físicas. Exame periodontal completo e entrevista foram realizados no exame basal. Um questionário estruturado foi aplicado, medidas antropométricas, exames clínicos da condição periodontal e informações sobre a prática de atividade física por meio do International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) foram obtidas. A seguir, os participantes foram submetidos a um protocolo de exercícios excêntricos para indução de FM e a Contração Isométrica Voluntária Máxima (CIVM) foi avaliada antes e imediatamente após a realização do protocolo A perda da capacidade de produção de força, calculada pela variação relativa da CIVM, foi o que caracterizou a FM e foi o desfecho deste estudo. Associações entre a condição periodontal e os parâmetros envolvidos na FM foram avaliados através de modelos de regressão linear múltipla com variância robusta, ajustando para índice de massa corporal, atividade física regular e fonte da amostra. Na totalidade da amostra, após o protocolo de FM, os participantes tiveram uma perda de 27,8% na capacidade de produção de força. Aqueles indivíduos com perda de inserção periodontal (PI) ≥4mm tiveram CIVM significativamente menor ao final do protocolo. Nos modelos de regressão linear multivariados, profundidade de sondagem (PS) (beta=- 10,32) e PI (beta=-3,53) médias estiveram associadas a uma redução significativamente maior na CIVM. Análises estratificadas para IPAQ (categorização de atividade física regular) encontraram associação entre parâmetros periodontais e CIVM somente entre os participantes com IPAQ baixo-médio, mostrando um possível efeito protetor da prática de atividade física sobre o efeito da DP na perda da capacidade de produção de força. Pode-se concluir, a partir dessa análise preliminar, que a doença periodontal pode vir a ser um indicador de risco para a FM.
Abstract Periodontal disease (PD) has been indicated as a possible risk factor for several systemic conditions. A low-intensity systemic inflammation originated from PD has been the explanation for the observed associations. The physical-athletic performance of individuals and the mechanisms of Muscle Fatigue (MF) development have also been studied, and there are doubts of whether the oral health condition may be a risk factor for the reduction in physical capacity and performance. The aim of this observational study was to evaluate the association between PD and exercise-induced MF in healthy men. The sample comprised 43 participants between 25-45 years of age sampled among patients from the Faculty of Dentistry of UFRGS and physically active subjects from different physical fitness centers of Porto Alegre. They were submitted to a protocol of eccentric exercises for induction of MF and the Maximum Voluntary Isometric Contraction (MVIC) was evaluated before and immediately after the fatigue protocol. The reduction of the strength production capacity was calculated by the relative variation of the MIVC, and this characterized MF in this study A structured questionnaire was applied, and anthropometric measurements, clinical examination of periodontal status and information about physical activity (through the IPAQ questionnaire) were performed. Associations between the periodontal condition and the parameters involved in MF were evaluated through multiple linear regression models adjusting for body mass index, physical activity and source of the sample. In the whole sample, participants had a loss of 27.8% in the capacity of force production after the MF protocol. Individuals with clinical attachment loss (CAL) ≥4 mm had significantly lower MVIC at the end of the protocol. In the multiple linear regression models, mean probing depth (beta = -10.32) and CAL (beta = -3.53) were associated with a significantly higher reduction in MVIC. Stratified analyzes for IPAQ found an association between periodontal parameters and MVIC only in participants with low-medium IPAQ, showing a possible protective effect of physical activity in the loss of strength production ability related to PD. It may be concluded from these preliminary findings that PD could be a risk indicator for MF.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/156585
Arquivos Descrição Formato
001015645.pdf (922.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.