Repositório Digital

A- A A+

Matérias de escrita

.

Matérias de escrita

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Matérias de escrita
Autor Costa, Cristiano Bedin da
Orientador Corazza, Sandra Mara
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Escrita
Filosofia da diferença
[en] Education
[en] Literature
[en] Music
[en] Philosophy of difference
[en] Writing
Resumo Trata-se de matérias e da escrita. E especialmente de matérias de escrita. Trata-se do texto. Do estilo. Da língua, do sentido, das formas e da linguagem. Trata-se do ritmo. Do ritmado. De conteúdos, substâncias e expressões. Trata-se de procedimentos. De sonoridades e de refrões. De sons organizados e ruídos. Trata-se do que trata a literatura. E também a música. A pintura. O cinema. A poesia. E também a filosofia. O cotidiano. A educação. Trata-se de fixar alguns eixos. De traçar alguns contornos. Delimitar alguns meios. De manter algumas posturas. Trata-se de construções e de fugas. De pontos e de linhas. De Deleuze e de Guattari. De Barthes, Beckett, Kafka, Rilke, Flaubert e Manoel de Barros. De Schulz, Hjelmslev, Klee, Blanchot e Céline. E também de Fante, Ponge, Cage, Miles Davis e Bukowski. Trata-se do que se encontra nas coisas. De ínfimos pedaços disso tudo e sobretudo do resto. Da ruína. Do silêncio. Dos abismos e da desconstrução. Trata-se do inominável. Dos limites. De alguns tensores e de conexões e suspensões. Trata-se da despalavra e da palavra ágrafa. Do instante-nada das coisas todas quando distantes da usura da vida. Trata-se do indiferenciado e de sua maleabilidade. Do impossível e de alguma outra possibilidade. Do cansaço e da desistência. Do uso e de seu inverso. Do esgotamento e da criação.
Abstract It refers to matters and writing. And especially writing matters. It refers to the text. The style. The language, sense, shapes. It refers to rhythm. The rhythmic. To content, substance and expressions. It refers to procedures. To sonorities and choruses. To organized sounds and noises. It refers to which literature relates to. And also music. Painting. Cinema. Poetry. And also philosophy. Daily life. Education. It refers to fixing some axles. Tracing some outlines. Delimiting some means. Maintaining some postures. It refers to constructions and escapes. Dots and lines. To Deleuze and Guattari. To Barthes, Beckett, Kafka, Rilke, Flaubert and Manoel de Barros. To Schulz, Hjelmslev, Klee, Blanchot and Céline. And also to Fante, Ponge, Cage, Miles Davis and Bukowski. It refers to what is found in things. To insignificant pieces of it all and above the rest. Ruin. Silence. Abysms and deconstruction. It refers to the untamable. To limits. To some tensors and connections and suspensions. It refers to wordless and nonliterate word. To the nothing instant of all things, distant from the usury of life. It refers to the undifferentiated and to its malleability. The impossible and some other possibility. Tiredness and desistance. Use and its inverse. Depletion and creation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/15659
Arquivos Descrição Formato
000686996.pdf (24.75Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.