Repositório Digital

A- A A+

Influência das características do peitoril no molhamento dos parâmetros próximos às janelas frente à chuva dirigida

.

Influência das características do peitoril no molhamento dos parâmetros próximos às janelas frente à chuva dirigida

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Influência das características do peitoril no molhamento dos parâmetros próximos às janelas frente à chuva dirigida
Autor Zucchetti, Lais
Orientador Masuero, Angela Borges
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil.
Assunto Água da chuva
Fachadas
Peitoril
[en] Building facade wetness
[en] Wind driven rain
[en] Window sill
Resumo A umidade é um dos principais agentes causadores de manifestações patológicas no ambiente construído, e, a chuva dirigida, é uma das principais fontes de umidade que afetam a durabilidade das fachadas das edificações. Desta forma, métodos vêm sendo desenvolvidos como forma de avaliação, entre eles se encontram os experimentais que buscam avaliar este fenômeno a partir da realização de ensaios. A pesquisa é motivada pela constatação da quase inexistência de estudos experimentais de quantificação de chuva dirigida, bem como pela identificação da problemática relacionada ao manchamento e infiltração de água na área próxima às janelas. Sendo assim, o objetivo principal desta pesquisa é identificar, com base em testes de chuva dirigida, a influência das características de projeção, com variações de 50 mm e 120 mm, de inclinação, com valores de 6% e 20%, e engaste lateral do peitoril, sem engaste e com engates de 100 mm, no molhamento da área de fachada localizada próxima às janelas. Este trabalho foi desenvolvido a partir da avaliação de nove modelos com dimensões 1,20m x 2,40m, sendo um modelo de referência sem peitoril, e outros oito englobando as diferentes configurações de projeção, inclinação e engastes laterais dos peitoris, em granito. As técnicas empregadas nas avaliações dos modelos foram a coleta de água da chuva nos paramentos dos modelos, registros de imagens termográficas por infravermelho, chuva colorida para identificação dos fluxos e registros fotográficos digitais A chuva simulada apresentava vazão total de 6 l/m, com diâmetros de gota que variavam de 0,86 mm – 1,45 mm com interceptação de velocidade de vento de 3,2 m/s, e, os testes foram desenvolvidos em quatro ciclos de 15 minutos de duração cada. Os resultados demonstraram que a utilização de prolongamentos laterais nos peitoris promoveram melhor desempenho dos modelos com relação ao descolamento da água da chuva das paredes, quando em comparação àqueles que não possuem esta configuração. Considerando a inclinação dos peitoris identificou-se que o valor de 6% permite, mesmo com a existência de um lacrimal na face inferior do peitoril, a percolação da água da chuva pela porção inferior deste elemento, com um gotejamento vertical. Nas configurações com 20% de inclinação do peitoril não se verifica este comportamento, contudo, o gotejamento ocorre no sentido da parede do modelo, direcionando parte do fluxo da chuva para a área localizada abaixo do peitoril, condicionando valores mais elevados de coleta de chuva. A projeção de 50 mm protege de forma menos eficiente as paredes dos modelos do molhamento pela chuva dirigida, gerando áreas protegidas menores e maiores valores de água coletada quando comparadas à projeção de 120 mm.
Abstract Moisture is one of the leading causes of pathological manifestations in buildings. Wind driven rain, is one of the main sources that affect the buildings facades durability. Thus, with the mean to evaluate this phenomenon, some experimental methods has been evaluated. The inexistence of experimental studies for wind driven rain quantification, motivated this research. Besides, this research aims to identify the staining and water seepage in the windows area problems. Thus, the main objective of this research is to identify, based on wind driven rain tests, the influence of geometrical characteristics of sills, in the wetness area located near windows. For this, there were developed sills with projection variations of 50 mm and 120 mm, inclinations of 6 % and 20 %, and sill without side extensions of window and 100 mm extensions. The experimental program contemplate the evaluation of nine wall models, with dimensions 1.20 m x 2.40 m, where a window were fixed and granite sills were installed, with the geometrical variations proposed. Simulated driving rain had total flow 6 l/m, with drop diameters ranging from 0.86 mm - 1.45 mm, with wind speed intercept of 3.2 m /s, and the tests were carried out in four cycles of 15 minutes each. There were collected rainwater on some controlled points of the walls models, besides infrared thermography images, colorful rain for identification of flows and digital photography. With the final results it was possible to conclude that the use of lateral extensions in windows sills promote better performance in the models, in relation to detachment of rainwater to the walls, when compared to sills without lateral extension. About sills inclination, it was found that the 6 % value results in a better behavior compared with 20% inclination. Finally, the windows sills with 120 mm protects more efficiently the models walls.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/156782
Arquivos Descrição Formato
001017717.pdf (62.71Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.