Repositório Digital

A- A A+

Atendimentos de urgência nas faculdades de odontologia do Brasil

.

Atendimentos de urgência nas faculdades de odontologia do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Atendimentos de urgência nas faculdades de odontologia do Brasil
Autor Silva, Juana Lacerda da
Orientador Ferlini Filho, João
Co-orientador D'Avila, Otávio Pereira
Moraes, Ludmila Coutinho
Data 2015
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Especialização em Atenção Especializada em Saúde.
Assunto Odontologia
Urgências
[en] Dentistry
[en] Epidemiology
[en] Urgency care
Resumo Objetivos: O presente estudo teve dois objetivos principais: Realizar uma revisão de literatura incluindo todos os artigos científicos de trabalhos com levantamento epidemiológico de urgências em Faculdades de Odontologia do Brasil, e; Traçar o perfil dos pacientes que procuraram atendimento de urgência na Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul no segundo semestre de 2014. Este trabalho está dividido em dois capítulos (I: Revisão de literatura, e II: Levantamento epidemiológico). Metodologia: Capítulo I: Uma revisão de literatura foi realizada através de buscas em portais de bancos de dados bibliográficos (Bireme.br; Scielo.org). Capítulo II: Foram avaliadas 253 fichas clínicas de urgência referentes ao período do segundo semestre de 2014. Dados como gênero, idade, queixa principal, presença de radiografias, diagnóstico, encaminhamento e tratamento foram coletados. Resultados: Capítulo I: Um total de 221 títulos foi inicialmente encontrado. Treze artigos foram incluídos de acordo com os critérios de inclusão e exclusão: sete avaliaram atendimento em pacientes adultos e seis em crianças. Os trabalhos demonstraram que dor e trauma são as queixas principais que levam pacientes a buscarem atendimentos de urgência. Capítulo II: Foram analisadas um total 250 fichas onde evidenciaram que a maioria dos pacientes atendidos na urgência da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FO-UFRGS) eram mulheres (65,6%). A idade média era de 43,1 anos. As queixas principais relatadas eram dor de dente (190/250 casos), seguidos próteses desadaptadas (43/250) e traumatismo (15/250). A radiografia estava presente em 68,2% das fichas analisadas. Os diagnósticos mais frequentes foram pulpite (20,8%), cárie (14,4%) e trauma (8,4%). Orientações e\ou encaminhamentos estavam descritos em 51 fichas. E o tratamento mais realizado nas urgências foi de procedimentos endodônticos, 4 responsáveis por 36,4% das fichas avaliadas neste período. Conclusão: Apesar de o tratamento preventivo ser o ideal para evitar eventos de dor de origem odontogênica, a urgência odontológica se faz fundamental para atender a demanda da população, principalmente a mais carente. Instituições de ensino odontológico se mostram um instrumento bastante procurado pela população tanto para tratamento como em situações de urgência.
Abstract Aims: This study had two main goals: To conduct a literature review including all papers that made epidemiological survey on emergency services in Dental Schools of Brazil, and; To trace the profile of patients whom sought urgency care at the School of Dentistry, Federal University of Rio Grande do Sul (SD-UFRGS) in the second half of 2014. This work is divided into two chapters (I: Literature review and II: Epidemiological survey). Methodology: Chapter I: A literature review was performed by searching portals bibliographic databases (Bireme.br; Scielo.org). Chapter II: A total of 253 urgency medical records for the period of the second half of 2014. Data such as gender, age, main complaint, the presence of X-rays, diagnostic, forwarding and treatment were collected. Results: Chapter I: A total of 221 titles was first found. Thirteen articles were included in accordance with inclusion and exclusion criteria: Seven assessed care in adult patients and six in children. The studies showed that pain and trauma are the main complaints that lead patients to seek urgency care. Chapter II: Most of the patients treated in the urgency of SD-UFRGS were women (65.6%). The mean age was 43.1 years. The main complaints reported were toothache (190/250 cases), followed maladapted prostheses (43/250) and trauma (15/250). Radiography was present in 68.2% of the analyzed records. The most frequent diagnoses were pulpitis (20.8%), caries (14.4%), and trauma (8.4%). Orientations and \ or referrals were described in 51 records. The treatment more accomplished in the urgency service was endodontic procedures, accounting for 36.4% of the clinical records evaluated in this period. Conclusions:Despite the preventive treatment is ideal to avoid odontogenic pain events, the dental urgency becomes fundamental to meet the population's demand, especially the poorest. Dental educational institutions 6 show a very popular instrument by the population for both treatment as in urgency situations
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/156907
Arquivos Descrição Formato
001018050.pdf (663.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.