Repositório Digital

A- A A+

Proposta piloto de classificação de risco para ordenar o atendimento em cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial no Hospital de Clínicas de Porto Alegre-HCPA

.

Proposta piloto de classificação de risco para ordenar o atendimento em cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial no Hospital de Clínicas de Porto Alegre-HCPA

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Proposta piloto de classificação de risco para ordenar o atendimento em cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial no Hospital de Clínicas de Porto Alegre-HCPA
Autor Jardim, Luísa Comerlato
Orientador Baraldi, Carlos Eduardo Espindola
Co-orientador Martins, Aline Blaya
Data 2015
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Especialização em Atenção Especializada em Saúde.
Assunto Cirurgia bucal
Triagem
[en] Oral Surgery
[en] Public health
[en] Triage
Resumo Introdução: O itinerário que os usuários percorrem ao buscar resultados resolutivos para os seus problemas de saúde, dentro da complexidade de atendimentos necessários para cada pessoa, deve ser respeitado e bem manejado para que haja um bom funcionamento da rede de atenção em saúde. Esse correto andamento diminui custos, otimiza tempo e torna mais eficiente e eficaz o atendimento ao usuário. Objetivo: Descrever um modelo para classificação de risco e sugerir critérios para sua implantação no Centro Cirurgico Ambulatorial (CCA) onde ocorrem os atendimentos cirúrgicos por parte da unidade de Cirurgia e Traumatologia Buco-maxilo-facial no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Metodologia: A partir da análise parcial da demanda do ambulatório de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofaciais, estabelecer modelo de classificação de risco dos usuários dentro da matriz de classificação de risco, sabendo que a grande maioria dos pacientes são de caráter eletivo. Resultados: Foram avaliados prontuários de 40 pacientes de 12/12/2014 à 10/04/2015, onde a média de idade encontrada foi de 40,5 anos, 27 eram mulheres e 13 homens. Quando observada a cidade de origem, 18 pacientes eram provenientes de Porto Alegre, 11 da região metropolitana e 11 do interior do estado do Rio Grande do Sul. Em relação à condição sistêmica do paciente, 20 pacientes referiram apresentar alguma comorbidade sistêmica e 16 referiram fazer uso de pelo menos uma medicação diariamente. Conclusão: Após a avaliação dos perfis dos pacientes submetidos a cirurgia no Centro Cirurgico Ambulatorial, pode-se concluir que existem alguns movimentos necessários para a qualificação do fluxo de agendamento e dos sistemas de apoio e logística, do município e do estado, que conduzem os usuários até o CCA do HCPA.
Abstract Introdution: The itinerary that users roam to seek resolute results for their health problems, in the complexity of care required for each person, must be respected and well managed so there is a good functioning of the health care network. The correct progress decreases costs, optimizes time and makes more efficient and effective service to users. Objective: To describe a model for risk classification and suggest criteria for its implementation in Ambulatory Surgical Center where there are the calls from the Oral Surgery team at the Clinical Hospital of Porto Alegre Methodology: From the analysis of the demand of ambulatory oral surgery, establish risk classification model of users within the risk rating matrix, knowing that the vast majority of patients are elective. Results: We evaluated medical records of 40 patients from 12/12/2014 to 04/10/2015, where the average age was 40,5 years, 27 were women and 13 men. When observed the city of origin, 18 patients were from Porto Alegre, 11 of the metropolitan area and 11 in the interior of Rio Grande do Sul state. In relation to the systemic condition of the patient, 20 patients referred having some systemic comorbidity and 16 mentioned make use of at least one medication daily. Conclusion: After assessing the profiles of patients undergoing surgery in the Ambulatory Surgical Center, it can be concluded that there are some movements needed to qualify the scheduling flow and support and logistics systems, the municipality and the state, which leading users to the CCA HCPA.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/156910
Arquivos Descrição Formato
001018368.pdf (973.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.