Repositório Digital

A- A A+

Perfil alimentar e nutricional dos pacientes HIV positivo atendidos em um serviço público de saúde de Porto Alegre-RS

.

Perfil alimentar e nutricional dos pacientes HIV positivo atendidos em um serviço público de saúde de Porto Alegre-RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Perfil alimentar e nutricional dos pacientes HIV positivo atendidos em um serviço público de saúde de Porto Alegre-RS
Autor Rocha, Priscyla Bones
Orientador Schuch, Ilaine
Data 2007
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Nutrição.
Assunto Consumo alimentar
Estado nutricional
HIV
Serviços de saúde
Resumo A evolução da terapia antiretroviral de alta atividade (HAART) proporcionou aos portadores de HIV /AIDS uma redução significante na ocorrência de infecções oportunistas, tornando essa doença de caráter crônico e controlável. O perfil nutricional, antes caracterizado pela perda de peso e desnutrição, atualmente aparenta apresentar-se em transição, com o aumento de peso e a obesidade. O presente estudo apresentou como objetivo determinar o perfil alimentar e nutricional dos pacientes HIV positivo em fase assintomática no momento da primeira consulta em um serviço público de saúde de Porto Alegre. Como resultados, o estudo encontrou uma faixa etária predominante entre 31 e 50 anos, com a maioria apresentando escolaridade de, no máximo, segundo grau completo, além de baixa renda. Quanto ao estado nutricional, a alta prevalência de sobrepeso e obesidade pode estar evidenciando a transição nutricional atual dos pacientes HIV positivo em uso da terapia antiretroviral, fator preocupante quando associado ao sedentarismo referido por 55% dos pacientes. Quando divididos por sexo, a classificação de eutrofia apresentou diferença estatisticamente significativa para homens. Já na classificação de obesidade grau I, houve diferença estatisticamente significativa para mulheres. A composição nutricional da alimentação referida pelos pacientes encontra-se adequada quanto à distribuição de macronutrientes, e inadequada para o consumo de Sódio, que é elevado, e de Cálcio, abaixo do recomendado. Mais estudos são necessários para evidenciar se essa tendência nutricional se reflete também nos demais portadores da população brasileira. Através dessas respostas poderão então ser formuladas alternativas terapêuticas nutricionais adequadas visando o benefício à saúde desses pacientes.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/15767
Arquivos Descrição Formato
000651954.pdf (172.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.