Repositório Digital

A- A A+

Percepção de coerção em pacientes psiquiátricos, cirúrgicos e clínicos hospitalizados

.

Percepção de coerção em pacientes psiquiátricos, cirúrgicos e clínicos hospitalizados

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Percepção de coerção em pacientes psiquiátricos, cirúrgicos e clínicos hospitalizados
Outro título Perception of coercion in psychiatric and nonpsychiatric (medical and surgical) inpatients
Autor Taborda, José Geraldo Vernet
Orientador Chaves, Marcia Lorena Fagundes
Data 2002
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas: Psiquiatria.
Assunto Aceitação pelo paciente dos cuidados de saúde
Admissão do paciente
Assistência à saúde
Cooperação do paciente
Escalas de graduação psiquiátrica
Internação compulsória de doente mental
Pacientes internados : Psicologia
Resumo Duzentos e cinco pacientes hospitalizados em um grande hospital universitário foram avaliados, em estudo transversal, para a identificação de sentimentos de coerção no momento da hospitalização. A amostra compunha-se de 64 pacientes psiquiátricos, 58 pacientes cirúrgicos e 83 pacientes clínicos, tanto involuntários, quanto voluntários. A voluntariedade dos pacientes psiquiátricos foi determinada por seu status legal e, a dos cirúrgicos e clínicos, pelo caráter eletivo ou emergencial da hospitalização. Os pacientes psiquiátricos eram mais jovens, apresentavam nível educacional mais elevado e escores superiores na escala SRQ em relação aos pacientes cirúrgicos e clínicos. Esses grupos não diferiam entre si no que se refere aos escores em MMSE. O Admission Experience Survey: Short Form e as escalas utilizadas durante o MacArthur Coercion Study, foram aplicados a todos os pacientes. Os resultados indicam que os pacientes psiquiátricos, tanto involuntários quanto voluntários, apresentam significativamente maior percepção de coerção do que os demais. Os pacientes cirúrgicos e clínicos não diferem entre si, entretanto referem haver sofrido também algum nível de coerção, fato que poderia merecer uma atenção maior de bioeticistas e juristas. A análise de regressão logística indica que as variáveis associadas a hospitalização involuntária são Perceived Coercion Scale, estado cognitivo e escolaridade, todas com coeficiente de correlação positivo.
Abstract Two hundred and five inpatients were cross-sectionaly evaluated in a large university hospital for the assesment of feelings of coercion at hospitalization. The sample comprised 64 psychiatric, 58 surgical, and 83 medical patients, either involuntary or voluntary. The psychiatric patients’ voluntariness was determined by their legal status, whereas the surgical and medical patients by the elective or emergencial character of their hospitalization. The former group was younger, presented higher educational level, and higher SRQ scores than the other groups of patients. All groups presented similar cognitive performance. The MacArthur Admission Experience Survey: Short Form and its related scales were applied to all patients. Psychiatric patients, either involuntary or voluntary, presented undoubtefully more perceived coercion than the others. Surgical and clinical patients did not differ on perceptions of coercion. However, nonpsychiatric patients also showed some levels of coercion and this fact could deserve the attention of bioethicists as well. The logistic regression analysis showed association of involuntary hospitalization with higher perceived coercion scores, and worst cognitive performance.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/1578
Arquivos Descrição Formato
000352038.pdf (1.017Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.