Repositório Digital

A- A A+

Helmintos parasitos de Rhinella Fernandezae (Gallardo, 1957) (Anura, Bufonidae) do município de Imbé, Rio Grande do Sul, Brasil

.

Helmintos parasitos de Rhinella Fernandezae (Gallardo, 1957) (Anura, Bufonidae) do município de Imbé, Rio Grande do Sul, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Helmintos parasitos de Rhinella Fernandezae (Gallardo, 1957) (Anura, Bufonidae) do município de Imbé, Rio Grande do Sul, Brasil
Autor Santos, Viviane Gularte Tavares dos
Orientador Amato, Suzana Bencke
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal.
Assunto Anfíbios : Anura : Bufonidae : Rhinella fernandezae
Anura bufonidae
Biodiversidade
Helmintologia
Helmintos parasitos
Imbé (RS)
Rhinella fernandezae
Resumo Os anuros são os anfíbios mais conhecidos no mundo, com aproximadamente 5.067 espécies identificadas. O Brasil abriga a maior riqueza de anuros do planeta. Os sapinhosde- jardim, Rhinella fernandezae, são incluídos na família Bufonidae, para qual tem aumentado anualmente o número de espécies conhecidas. Para o Rio Grande do Sul existem registros de 17 espécies de anuros bufonídeos. Mesmo o Brasil abrigando a maior riqueza de anuros, estudos sobre a helmintofauna destes ainda são escassos. Espécimes de Rhinella fernandezae foram capturados, manualmente, com auxílio de páde- jardim em Imbé, RS. Os sapos foram transportados em recipientes plásticos para o Laboratório de Helmintologia do Departamento de Zoologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde foram mantidos em terrário contendo substrato umidificado do local. Foram mortos com lidocaína e foram necropsiados. Todos foram identificados e depositados na Coleção de Anfíbios do Museu de Ciências e Tecnologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Os órgãos internos foram individualizados em placas de petri para exame e coleta dos helmintos. Os helmintos foram processados, corados e/ou diafanizados de acordo com o grupo. Foram encontradas 13 espécies de helmintos: quatro digenéticos (Catadiscus sp., Gorgoderina festoni, Gorgoderina sp. e metacercárias de diplostomídeo), dois cestóides (Cylindrotaenia americana e plerocercóides de Proteocefalidea), dois acantocéfalos (Acanthocephalus lutzi e cistacantos de Centrorhynchus sp.) e cinco nematóides (Cosmocerca parva, Aplecatana meridionalis, Strongyloides carinii, Rhabdias fuelleborni e Oswaldocruzia sp.). Sendo que 10 espécies foram encontradas em forma adulta e três em forma larval (metacercária, plerocercóide e cistacanto). A intensidade média de infecção foi de 26,73 helmintos/hospedeiro. Os nematóides apresentaram maior representatividade, com 80% dos helmintos coletados e com 39% do total de espécies encontradas em R. fernandezae. Os digenéticos representaram 31% do total de espécies encontradas. O maior número de espécies e a alta representatividade de nematóides devem estar associados ao hábito terrestre da espécie hospedeira. A abundância e a prevalência de helmintos não foram afetadas pelo sexo do hospedeiro. A riqueza parasitária não foi influenciada pelo tamanho (comprimento e peso) do hospedeiro. A correlação entre comprimento dos hospedeiros e abundância de helmintos apresentou resultados significativos para duas espécies (Aplectana meridionalis e Centrorhynchus sp.). A correlação entre comprimento dos hospedeiros e a prevalência de helmintos também apresentou resultados significativos para uma espécie (Aplectana meridionalis). A comunidade parasitária do sapinho-dejardim do município de Imbé, RS, apresenta a segunda maior riqueza parasitária para bufonídeos já registrada no mundo e se caracteriza como uma comunidade parasitária do tipo isolacionista.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/15826
Arquivos Descrição Formato
000692219.pdf (6.537Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.