Repositório Digital

A- A A+

Infecção hospitalar no Centro de Tratamento Intensivo Geral de um hospital escola da Região Sul do Brasil

.

Infecção hospitalar no Centro de Tratamento Intensivo Geral de um hospital escola da Região Sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Infecção hospitalar no Centro de Tratamento Intensivo Geral de um hospital escola da Região Sul do Brasil
Autor Barbosa, Gilberto da Luz
Orientador Ribeiro, Sérgio Pinto
Data 2002
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Clínica Médica.
Assunto Hospitais universitários
Infecção
Infecção hospitalar
Unidades de terapia intensiva
[en] Cohort studies
[en] Cross infection
[en] Healthcare quality
[en] Infection control
[en] Intensive care units
Resumo Objetivos Avaliamos a incidência de infecção hospitalar no CTI clínico-cirúrgico de um hospital escola no sul do Brasil. Foram utilizadas taxas ajustadas para o tempo de permanência dos pacientes e para o tempo de exposição aos procedimentos invasivos. Também investigamos a influência da causa básica de internação (trauma, neurológico e clínico-cirúrgico) nas taxas de infecções. Material e Métodos Os pacientes internados no CTI Clínico-cirúrgico de março a dezembro de 1999, foram prospectivamente seguidos para a detecção de infecção hospitalar. Para o diagnóstico de infecção hospitalar utilizou-se as definições do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) e as taxas foram calculadas de acordo com a metodologia NNIS (Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica). Resultados Foram acompanhados 686 pacientes (4201 pacientes-dia). Ocorreram 125 infecções hospitalares, sendo que a incidência global foi de 18,2% ou 29,8 infecções por 1000 pacientes-dia. Os sítios de infecção mais freqüente foram: pneumonia (40%), infecção urinária (24%) e septicemia primária (12,8%). As taxas de infecções hospitalares, associadas aos procedimentos invasivos, foram as seguintes: 32,2 pneumonias por 1000 ventiladores mecânico-dia, 9,7 infecções urinárias por 1000 sondas vesicais-dia e 7 septicemias por 1000 cateteres venosos centrais-dia. A incidência global de infecção nos pacientes com trauma (26,8) e neurológicos (20,7%) foi superior quando comparada com o grupo clínico-cirúrgico (12,2%), p < 0,001. Conclusões Encontramos altas taxas de infecções relacionadas com os procedimentos invasivos neste CTI. A causa básica de internação influenciou as taxas de infecção, sugerindo a necessidade de analisar-se estratificadamente os pacientes em CTI clínico-cirúrgico.
Abstract Objectives The incidence of nosocomial infections in the General ICU of the Hospital São Vicente de Paulo was evaluated using adjusted rates for patients’ lenght of stay and time of device exposure. We also determined the differences in the rates of infections according basic reason for admission (trauma, neurological, and medical-surgical). Material and Methods From March 1 to December 31 1999, patients in the General ICU were prospectively followed for detection of nosocomial infection during their stay. Diagnosis of nosocomial infection was made according to the Centers for Disease Control e Prevention (CDC) definitions and the rates were calculated according to the methods of the National Nosocomial Infections Surveillance (NNIS) System. Results Six hundred eighty-six patients (4,201 patient-days) were followed. One hundred twenty-five nosocomial infections occurred and the overall rate was 18.2% or 29.8 infections per 1,000 patient-days. The most commonly found infection sites were: pneumonia (40%), urinary tract infection (24%), and primary bloodstream infections (12.8%). Device-associated nosocomial infection rates were as follows: 32.2 pneumonias per 1,000 ventilator-days, 9.7 urinary infections per 1,000 indwelling urinary catheter-days, and 7 bloodstream infection per 1,000 central venous catheter-days. Overall incidence of infection in trauma (26.8) and neurological (20.7%) groups was higher than in the medical-surgical group (12.2%), p<0.001. Conclusions Our study found a high incidence of pneumonia and high rates of nosocomial infections associated with use of an invasive device in this ICU. The basic cause for admission affected infection rates, suggesting the need for a stratified analysis of patients in the General ICU by basic reason for admission.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/1584
Arquivos Descrição Formato
000352094.pdf (2.082Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.