Repositório Digital

A- A A+

Estratégia de operações sustentáveis : produção, suprimentos, logística e engenharia alinhados com a sustentabilidade corporativa

.

Estratégia de operações sustentáveis : produção, suprimentos, logística e engenharia alinhados com a sustentabilidade corporativa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estratégia de operações sustentáveis : produção, suprimentos, logística e engenharia alinhados com a sustentabilidade corporativa
Autor Gavronski, Iuri
Orientador Nascimento, Luis Felipe Machado do
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Aprendizagem organizacional
Cadeia de suprimentos
Conhecimento organizacional
Estratégia de operações
Gestão socioambiental : Responsabilidade socioambiental
[en] Environmental management
[en] Operations strategy
[en] Supply chain management
Resumo O presente trabalho propõe um modelo ampliado de estratégia de operações que considere a dimensão socioambiental em seu conteúdo e o sistema de conhecimento e aprendizagem organizacional em seu processo de formulação e analisa evidências empíricas que validam parte desse modelo. A estratégia de operações de uma organização é o conjunto de decisões relacionadas às metas, recursos e competências operacionais. O modelo proposto preconiza que a estratégia de operações de uma organização é o resultado de cinco vértices: as dimensões competitivas, as categorias de decisão, as atividades da cadeia de valor de operações, o contexto externo das operações e o sistema de conhecimento e aprendizagem organizacionais. A dimensão socioambiental é tanto uma dimensão competitiva, valorizada pelos stakeholders externos à organização (parte de seu contexto externo), quanto uma dimensão da competência, ou seja, um conjunto de capacitações internas à operação. Dessa maneira, a dimensão socioambiental apresenta diferentes impactos tanto nas dimensões competitivas, valorizadas pelos stakeholders externos, quanto nas categorias de decisão e nas atividades da cadeia de valor de operações, que são recursos e capacitações internos à empresa A principal contribuição teórica desta tese para a estratégia de operações é a de propor um modelo extensível de formulação que permita incorporar as novas demandas que dinamicamente são impostas aos gestores, tais como um elevado desempenho ambiental. Para validar empiricamente o modelo proposto, foi desenhado um estudo survey do tipo transversal, dirigido a gerentes de fábricas nos setores metalmecânico e eletroeletrônico. Essas fábricas são localizadas no Canadá e foram amostradas aleatoriamente, utilizando-se duas bases de empresas: o NPRI (National Pollutant Release Inventory), do Ministério de Meio Ambiente canadense, e o Scott's Directory of Manufacturers. A amostra resultou em 618 endereços válidos. Os dados foram coletados, usando-se como instrumento de coleta de dados um questionário estruturado, que dispôs de escalas previamente validadas em outros estudos em operações e novas escalas formuladas especificamente para esta pesquisa. Houve 93 respostas, ou seja, 15% de taxa de retorno. Os dados coletados serviram como base para três análises. A primeira análise relaciona as dimensões competitivas de operações com as capacitações e competências ambientais desenvolvidas internamente, mais especificamente a relação entre o investimento em tecnologias ambientais e o desempenho de operações em suas dimensões: preço, qualidade e entrega. Os resultados da primeira análise mostram que o desenvolvimento de produtos sustentáveis é a atividade de maior efeito positivo no desempenho de operações. A segunda análise relaciona o sistema de conhecimento e aprendizagem e a decisão de investimento em tecnologias ambientais. Os resultados da segunda análise revelam que a aprendizagem externa é um preditor importante da escolha por investimentos em desenvolvimento de produtos sustentáveis. A terceira análise relaciona o sistema de conhecimento e aprendizagem com o relacionamento ambiental com fornecedores. Os resultados da terceira análise indicam que as empresas desenvolvem o relacionamento ambiental com fornecedores em etapas: primeiro, incluindo critérios ambientais na seleção de fornecedores potenciais, depois monitorando o desempenho ambiental seus fornecedores e, por último, desenvolvendo capacitações ambientais nos fornecedores. A aprendizagem externa está positivamente relacionada com a última etapa, moderada pelo clima social da fábrica.
Abstract The present work proposes an extended model of operations strategy that incorporates the social and environmental dimensions in its contents and the organizational learning and knowledge system in its formulation process, and analyzes the empirical evidences to validate partially this model. The operations strategy of an organization is the set of decisions related to the goals, resources, and operational competencies. The proposed model states that the operations strategy is the result of five vertices: competitive dimensions, decision categories, operations value chain activities, external context, and the organizational learning and knowledge system. The social and environmental dimension is both a competitive dimension, valued by the external stakeholders (part of external context) and a dimension of competencies, that is, a set of capabilities internal to the operations. As such, the social and environmental dimensions show different impacts in the competitive dimensions, the decision categories, and the operations value chain activities. The main theoretical contribution of this dissertation is to propose an extensible operations strategy formulation model, which allows the inclusion of the new demands that are dynamically imposed to the managers, such as higher environmental performance levels. In order to empirically validate the model, a crosssectional survey was designed, aimed at the plant managers in the fabricated metal products, machinery, electronics, and electrical appliances industries.Those plants are located in Canada, and were randomly sampled using two databases: the Environment Canada's NPRI (National Pollutant Release Inventory) and the Scott's Directory of Manufacturers. The sampling process resulted in 618 valid addresses. Data were collected, using a questionnaire with a mix of previously validated scales and new scales, designed for this study. 93 questionnaires were returned, a response rate of 15%. The data were used in three analyses. The first analysis relates the competitive dimensions in operations with the environmental competencies and capabilities developed internally, that is, the relation between the investment in environmental technologies and operations performance: price, quality and delivery. The results of this first analysis show that product development is the activity with the greater positive impact in operations performance. The second analysis relates the organizational learning and knowledge system and the decision of investment in environmental technologies. The results of the second analysis show that the external learning is an important predictor in the choice of investment in sustainable product development. The third analysis relates the organizational learning and knowledge system with the environmental relationship with suppliers. The results of the third analysis show that the companies develop their environmental relationship with suppliers in steps: first, including environmental criteria in the selection of potential suppliers, then monitoring the environmental performance of its current supply base, and finally developing environmental capabilities in the suppliers. The external learning is positively related with the last step, moderated by the social climate of the plant.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/15843
Arquivos Descrição Formato
000692191.pdf (1.068Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.