Repositório Digital

A- A A+

Hora do recreio! : processos de pertencimentos identitários juvenis nos tempos e espaços escolares

.

Hora do recreio! : processos de pertencimentos identitários juvenis nos tempos e espaços escolares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Hora do recreio! : processos de pertencimentos identitários juvenis nos tempos e espaços escolares
Autor Linck, Rosane Speggiorin
Orientador Garbin, Elisabete Maria
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Estados culturais
Identidade
Juventude
Recreio
[en] Identity
[en] School break time
[en] Sociocultural studies
[en] Youth
Resumo O objetivo desta Dissertação é analisar como determinadas práticas culturais, ocorridas no recreio escolar, atuam na produção e no tensionamento de processos de pertencimentos identitários juvenis. Foram observados jovens alunos de turmas de sexta, sétima e de oitava séries em sua rotina escolar no ano letivo de 2007, em uma escola municipal de ensino fundamental do município de São Leopoldo/RS. Foram consideradas suas diferentes maneiras de estar no recreio escolar, sejam através das múltiplas, simultâneas e às vezes descartáveis formas de sociabilidade, ou mesmo do fortalecimento de amizades. Os caminhos teórico-metodológicos para o estudo partiram de referenciais teóricos inscritos no campo dos Estudos Culturais e na etnografia pós-moderna, tendo nos diários de campo, na transcrição das conversas realizadas, bem como nos registros fotográficos, a base para a construção dos dados. Observou-se que, durante o momento do recreio escolar, esses jovens percorriam diferentes espaços da escola destinados a tal prática, transbordando conversas, respingando inconstâncias, contornando obstáculos, inundando espaços, compondo temporariamente lugares, como se fossem vitrinas dinâmicas que se dissolviam ao término do período destinado para se recrear. Os jovens observados constituíam grupos, comunidades fundidas por ideias, produzindo práticas, lugarizando espaços nos quais alguns sujeitos eram incluídos e/ou excluídos dentre seus pares. Nesse sentido, infere-se que o momento do recreio escolar, apesar de estar inserido num contexto institucionalizado, atrelado a um espaço específico e com tempo estabelecido, constitui-se em importante lugar de socialização, de tensionamentos, de processos de pertencimentos, que ultrapassam o espaço da sala de aula e do currículo formal, ou seja, através das práticas culturais ocorridas nesse período de recrear, pode-se observar um 'borramento de fronteiras', alguns 'escapes' que permeiam esse espaço/tempo, local de produção e fortalecimento de identidades.
Abstract The aim of this study is analyzing how specific cultural practices, occurred during break time in a school environment, may affect the production and the stressing points in teenagers' identity and membership processes. Sixth, seventh and eighth graders of an elementary public school in São Leopoldo/RS were observed during their school routine along the 2007 school term. Students' different postures during break time were analyzed, considering the multiple, simultaneous and sometimes dischargeable ways of sociability, or even of friendship enhancement. The theoretical and methodological paths taken in this study belong to the Sociocultural Studies field and to the Post-modern Ethnography. Data are constituted by field notes, transcription of conversations and photographic registers. It was observed that during break time these kids used different spaces of the school dedicated to such practice, overflowing colloquies, showing inconstancies, skirting obstacles, flooding spaces, temporarily occupying places, as if they were dynamic display windows that dissolved at the ending of the specific recreation time. The observed teenagers formed groups, communities formed by ideas, producing practices, and selecting arenas in which some individuals were included by or excluded from their peers. Thus, it is inferred that break time, although inserted in an institutionalized structure and related to the context of a specific space and with a defined duration, consists of an important arena for socialization, for stress, and for processes of social inclusion that are not limited to the classroom and the formal curriculum. In other words, it means that through the cultural practices occurred during break time a blurring of borders can be observed, as well as some escapes that permeate this space/time, an arena for the production of identities.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/15849
Arquivos Descrição Formato
000692842.pdf (3.704Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.