Repositório Digital

A- A A+

Senhores do destino? : a trajetória profissional como elemento condicionante à receptividade das novas tecnologias terapêuticas de manipulação de células-tronco em um setor da comunidade médica do Rio Grande do Sul

.

Senhores do destino? : a trajetória profissional como elemento condicionante à receptividade das novas tecnologias terapêuticas de manipulação de células-tronco em um setor da comunidade médica do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Senhores do destino? : a trajetória profissional como elemento condicionante à receptividade das novas tecnologias terapêuticas de manipulação de células-tronco em um setor da comunidade médica do Rio Grande do Sul
Outro título Fate Lords? Professional trajectory as a conditioning factor to the acceptance of new therapeutic technologies for manipulating stem cells in a sector of the medical community in Rio Grande do Sul
Autor Sandalowski, Mari Cleise
Orientador Oliveira, Renato de
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Biotecnologia
Células-tronco
Médicos
Profissionais da saúde
Sociologia da saúde
Sociologia médica
[en] Life trajectories
[en] Medical profession
[en] New technologies
[en] Stem cells
Resumo A segunda metade do século XX é marcada pela manifestação de uma nova maneira de perceber o corpo humano. A consolidação da biologia celular e molecular permitiu ao ser humano investigar as particularidades microscópicas que formam seu organismo, potencializando a criação de novas práticas terapêuticas. Essas tecnologias de inovação no campo da saúde, contudo, são acompanhadas por questionamentos de ordem ética e moral, visto que a sua prática investigativa abre espaço para a polêmica em torno do estatuto jurídico do embrião humano e das possíveis consequências sociais e naturais decorrentes de sua incorporação ao cotidiano social. Se a ciência e a racionalidade que lhe é própria constituem-se como elementos centrais na organização da sociedade moderna, seus desdobramentos tecnológicos não necessariamente são percebidos e apreendidos da mesma forma pelos membros que compõem uma determinada sociedade, independentemente de esses indivíduos constituírem-se como agentes técnicos ou leigos. A receptividade de uma inovação tecnológica depende tanto de um processo de ajustamento sucessivo de confrontação, negociação e redução de incertezas, quanto das experiências que caracterizam a trajetória de cada agente social, visto ser ela um produto da aproximação de culturas paralelas. Nesse sentido, o objetivo deste estudo é compreender a relação existente entre a biotecnologia, configurada pelos estudos de manipulação de células-tronco, e as trajetórias sócio-profissionais de um setor da comunidade médica do Rio Grande do Sul. Tomando como base a medicina regenerativa de manipulação de células-tronco, este estudo propõe-se a compreender como essa relação interfere na receptividade desse setor a este tipo de investigação científica, por meio de uma análise das instâncias da vida social na qual se inserem as trajetórias de vida desses profissionais, bem como do modo como elas operam, pela via de valores que as caracterizam nas tomadas de decisões ético-morais em relação às novas tecnologias.
Abstract The 20th century is marked by the manifestation of a new way of perceiving the human body. The consolidation of Molecular and Cellular Biology allowed the individual to investigate microscopic particularities of the structures which form the human organism, potentializing the creation of new therapeutic practices. However, these innovating technologies in the field of Health are accompanied by ethical and moral questionings, for their investigative practices favor the polemic around the juridical status of the human embryo and their possible social and natural consequences regarding the incorporation of these technologies in people's routine. Even though science and rationality are central in the organization of modern society, technological advancement has not necessarily been perceived and apprehended in the same way by the members that compose society, either technicians or laymen. The acceptance of a technological innovation depends on both a process of successive adjustment of confrontation, negotiation and understanding and the experiences which characterize the trajectory of each social agent. This technological acceptance results from the approximation of parallel cultures. Thus, the objective of this study is to comprehend the relation between Biotechnology - studies on stem cell manipulation - and socio-professional trajectories in a sector of medical community in Rio Grande do Sul. Based on the regenerative medicine of stem cell manipulation, this study is an attempt to understand how this relation interferes in the acceptance of such sector towards this type of scientific investigation by analyzing instances of social life in which these professionals are inserted as well as the way they operate, their values, their ethical and moral attitude regarding new technologies.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/15900
Arquivos Descrição Formato
000693412.pdf (795.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.