Repositório Digital

A- A A+

Possibilidades de atuação do bacharel em saúde coletiva no processo de desinstitucionalização e nos serviços residenciais terapêuticos da saúde mental

.

Possibilidades de atuação do bacharel em saúde coletiva no processo de desinstitucionalização e nos serviços residenciais terapêuticos da saúde mental

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Possibilidades de atuação do bacharel em saúde coletiva no processo de desinstitucionalização e nos serviços residenciais terapêuticos da saúde mental
Autor Fernandes, Álisson Leão
Orientador Possa, Lisiane Bôer
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Saúde Coletiva: Bacharelado.
Assunto Desinstitucionalização
Sanitarista
Saúde coletiva
Saúde mental
Serviços de assistência domiciliar
[en] Mental health
[en] Public health
[en] Residential therapeutic service
Resumo Esta pesquisa tratou do tema da desinstitucionalização na saúde mental. Mais especificamente investigou a possibilidade de atuação do graduado em saúde coletiva nos processos que envolvem a reinserção social dos internos de longa permanência dos manicômios. Cabe esclarecer que a graduação em Saúde Coletiva – formando sanitarista - é, atualmente, um campo fundamental na área da Saúde, que tem o objetivo de transpor a Saúde Pública convencional, trazendo o olhar das ciências da saúde, mas também das ciências sociais, da epidemiologia, das políticas publicas, entre outros. O estudo teve como objetivo geral descrever e analisar a possibilidade de atuação do graduado em Saúde Coletiva da UFRGS nos processos de desinstitucionalização e nos Serviços Residenciais Terapêuticos(SRT) da saúde mental. O presente estudo foi uma pesquisa qualitativa que fez uso da revisão de literatura, bibliográfica e documental, bem como a narrativa da experiência do pesquisador, uma vez que este é graduando em saúde coletiva e trabalhador de um SRT. Considerando a implicação do pesquisador com o objeto de pesquisa, uma vez que apresenta duplo vínculo, a narrativa desta experiência foi utilizada para fortalecer a análise empreendida, em especial na produção de exemplos de atividades possíveis para a atuação do sanitarista nesta área. É fundamental que os profissionais que atuam nos SRT tenham em mente que é necessário olhar para os moradores desses residenciais com um cuidado diferenciado, para que seja feito o melhor para eles. Concluiu-se que essa diferença faz com que o Sanitarista seja um profissional importante também para atuar nos SRT. O Sanitarista traz consigo robustez de conhecimento em saúde pública e criatividade frente aos diferentes cenários em saúde, que permitem muitas possibilidades de atuação. Desta forma, ele consegue transpor barreiras para além do diagnóstico, e do estigma da loucura, com um olhar para a potência inerente a cada ser humano que produz a possibilidade de apoiar as pessoas na construção da sua autonomia e para o resgate da sua cidadania.
Abstract This research regards the matter of deinstitutionalization in mental health. Specifically, the means for the collective health graduate to act in the social reinsertion of long term patients was investigated. Here we need to clarify that a graduation in Collective Health - forming sanitarians - is currently a fundamental matter in the health area, and has the objective of transcending conventional public health, bringing into view health sciences, as well as social sciences, epidemiology, public policies, etc. The general objective was to describe and analyze the collective health graduate's means to perform in the deinstutionalization processes and in the mental health residential therapeutic services(RTS). This study was a qualitative research making use of reviewing the literature, bibliographic and documentary, as well as narrating the researcher's own experiences, since he is graduating in collective health and works in a residential therapeutic service. Taking into account the researcher's involvement with the research object, creating a double connection, the narrative of the experience was used to strengthen the undertaken analysis, particularly in making examples of the sanitarian's possible activities in this area. It's vital that the RTS workers keep in mind the need to regard the residential occupants with special care, ensuring that they get the best treatment. The conclusion is that the sanitarian is also an important professional in RTS. The Sanitarista brings with it robustness of knowledge in public health and creativity in front of the different health scenarios, which allow many possibilities of action. Thus, he is able to overcome barriers beyond the diagnostic and the stigma of insanity, watching the potential of every human being, creating the possibility of helping people in creating their autonomy and retrieving their citizenship.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/159113
Arquivos Descrição Formato
001016302.pdf (336.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.