Repositório Digital

A- A A+

Memórias familiares em festa : estudo antropológico dos processos de reconstrução das redes de parentesco e trajetórias familiares

.

Memórias familiares em festa : estudo antropológico dos processos de reconstrução das redes de parentesco e trajetórias familiares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Memórias familiares em festa : estudo antropológico dos processos de reconstrução das redes de parentesco e trajetórias familiares
Autor França, Maria Cristina Caminha de Castilhos
Orientador Eckert, Cornelia
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.
Assunto Ancestralidade
Antropologia da família
Antropologia social
Etnia
Festas familiares
Identidade social
Memória cultural
Rio Grande do Sul
[en] Ethnicity
[en] Family
[en] Family memory
[en] Generations
[en] Narrative
[en] Party
Resumo Estudo antropológico sobre memórias familiares reordenadas a partir da realização das Festas de Família, vistas como rituais familiares contemporâneos, ora denominando-se Festa ou Encontro da Família "Tal". A pesquisa etnográfica foi realizada com famílias "em e de" diferentes cidades do Rio Grande do Sul entre os anos de 2004 a 2009. Compreende-se Festa de Família como um acontecimento que tem se tornado freqüente na sociedade brasileira contemporânea. O evento apresenta o aspecto ambíguo da busca dos indivíduos por sua ancestralidade em meio ao mundo moderno, no qual a valorização da individualização parece tornar as pessoas menos vinculadas a formas locais e fixas de solidariedade. Vistas como rito - que busca revivificar ou engendrar novas formas identitárias sob novos comportamentos, com as recomposições familiares requeridas pelas situações contemporâneas -, as Festas de Família podem ser percebidas como instrumento de aprendizagem, implicando, desse modo, a continuidade das gerações, dos grupos etários ou dos grupos sociais dentro dos quais elas se produzem.
Abstract Anthropological study on family memories that are reorganized with Family Parties, seen as contemporary family rituals, being called Party or Gathering of a given family. The ethnographical research was done with families "in and from" different cities in Rio Grande do Sul between 2004 and 2009. A Family Party is understood as a happening that has become frequent in contemporary Brazilian society. The event presents the ambiguous aspect of the individual's search for their ancestors amidst a modern world, in which the valorization of individualization seems to make people less connected to local and fixed forms of solidarity. Seen as a rite - which aims to revive or engender new forms of identity, with new behaviors, with the family rearrangements required by contemporary situations - the Family Parties can be seen as a learning instrument, implying the continuity of the generations, of the age groups or social groups in which they are produced.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/15913
Arquivos Descrição Formato
000693939.pdf (3.461Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000693939.zip (151.3Mb) Vídeo Arquivo ZIP Visualizar/abrir
000693939-02.zip (154.6Mb) Trabalho completo zipado Arquivo ZIP Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.