Repositório Digital

A- A A+

Estrangeiro em uma terra estranha : racialização e estigmatização dos imigrantes haitianos em Lajeado, Rio Grande do Sul

.

Estrangeiro em uma terra estranha : racialização e estigmatização dos imigrantes haitianos em Lajeado, Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estrangeiro em uma terra estranha : racialização e estigmatização dos imigrantes haitianos em Lajeado, Rio Grande do Sul
Autor Diehl, Fernando
Orientador Monsma, Karl Martin
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Estigma social
Imigração haitiana
Lajeado (RS)
Racialização
Racismo
Relações étnicas e raciais
[en] Ethnic-racial relations
[en] Haitian immigration
[en] Racialization
[en] Stigmatization
Resumo Esta dissertação analisa o processo de formação do estereótipo dos imigrantes haitianos no município de Lajeado, buscando descrever o papel do imigrante como um sujeito estrangeiro nas relações sociais, sendo aquele indivíduo na qual exerce funções importantes em um determinado contexto ao mesmo tempo em que é mal visto pela população local. Para compreender isso, apresenta-se as teorias migratórias para analisar a diáspora haitiana e como a partir de seu processo histórico, os haitianos buscaram na imigração, formas de identificação e ascensão social. Posteriormente demonstra-se como o Brasil tornou-se uma porta de entrada para esses imigrantes, qual foi o contexto para isso ocorrer. Adentrando então, na sua chegada ao Brasil, especificando o caso de Lajeado. Os dilemas que foram apresentados pela população local, como os acordos dos empresários e a contratação dos haitianos para a região sul do país, evento esse que ocasionou no estranhamento da população estabelecida com a chegada de um grupo estrangeiro indesejado que surge repentinamente na cidade. Esta dissertação aborda as condições que ocorrem para que grupos étnicos sejam racializados e dominados por grupos dominantes. Demonstrando como o caso dos imigrantes haitianos em ratifica que nos diversos contextos em que imigraram eles tornaram-se um grupo étnico estigmatizado e racializado. A dissertação visa enfatizar como a formação do estereótipo do imigrante haitiano na cidade ocorre a partir de dois vieses, o primeiro é que os haitianos foram racializados e o segundo foi a sua estigmatização por parte da população local estabelecida de Lajeado em suas relações sociais cotidianas. Em um primeiro momento a população local utilizou-se de categorias raciais já existentes sobre a imagem que elas têm do brasileiro negro para com os haitianos, mas a mesma foi ressignificada posteriormente através de um processo de categorização de um novo estereótipo para com esses imigrantes. Constatando que através de uma rede de fofocas de informações falsas e exageradas sobre os imigrantes haitianos foram transmitidas pela população estabelecida da cidade. Estas características dos haitianos que corroboraram para a formação do seu estereótipo na região.
Abstract This thesis analyzes the process of stereotyping of haitian immigrants in the city of Lajeado, seeking to describe the role of the immigrant as a stranger subject in social relations, being an individual in which performs important functions for a certain context at the same time that it’s bad seen by the local population. To understand this, this thesis presents migratory theories to understand the Haitian Diaspora and how from their historical process, the Haitians sought in immigration, forms of identification and social ascension. Later shown how Brazil has become a gateway for these immigrants, what was the context for this to occur. Entering then, upon their arrival in Brazil, specifying Lajeado’s case. The dilemmas presented by the local population, such as the agreements of the businessmen and the contracting of the Haitians immigrants to the southern region of the country, which caused the estrangement of the established population with the arrival of an unwanted stranger group that suddenly appears in the city. This thesis addresses the conditions that occur for ethnic groups were racialized and dominated by dominant groups. Demonstrating how the case of Haitian immigrants in Lajeado ratifies that in various contexts in which they immigrated they have been a stigmatized and racialized ethnic group. The thesis aims to emphasize how the formation of the stereotype of the Haitian immigrant in the city occurs from two biases, the first is that the Haitians were racialized and the second was their stigmatization by the established local population of Lajeado in their everyday social relations. At first, the local population used existing racial categories about the image they have of the Brazilian black people towards the Haitians, but it was late re-signified through a process of categorization of a new stereotype towards these immigrants. Noting that through a network of gossip of false and exaggerated information about Haitian immigrants were transmitted by the established population of the city. These characteristics of Haitians who corroborated to the formation of their stereotype in the region.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/159143
Arquivos Descrição Formato
001023068.pdf (1.876Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.