Repositório Digital

A- A A+

Avaliação dos efeitos do fornecimento de duas quantidades de ração no terço final de gestação de matrizes suínas sobre o desempenho produtivo e reprodutivo subsequente

.

Avaliação dos efeitos do fornecimento de duas quantidades de ração no terço final de gestação de matrizes suínas sobre o desempenho produtivo e reprodutivo subsequente

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação dos efeitos do fornecimento de duas quantidades de ração no terço final de gestação de matrizes suínas sobre o desempenho produtivo e reprodutivo subsequente
Outro título Evaluate the effects of two levels of feed intake in the last third of gestation of swine females on productive and reproductive subsequent performance
Autor Mallmann, André Luis
Orientador Bortolozzo, Fernando Pandolfo
Co-orientador Bernardi, Mari Lourdes
Mellagi, Ana Paula Gonçalves
Wentz, Ivo
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Desempenho produtivo
Desempenho reprodutivo : Suínos
Gestação animal : Suínos
Nutrição de matrizes
Peso ao nascer
Reproducao animal : Fisiopatologia
[en] Birth weight
[en] Gestation
[en] Gilts
[en] Nutrition
[en] Sow
Resumo Com o melhoramento genético das últimas décadas, houve decréscimo no peso do leitão ao nascer e, com isso, estratégias nutricionais que envolvem o terço final de gestação para melhorar o peso ao nascer são estudadas. O objetivo desse estudo foi avaliar os efeitos da ingestão de duas quantidades de ração no terço final de gestação no peso do leitão ao nascimento, desempenho produtivo e reprodutivo subsequente. Nesse estudo, 407 fêmeas foram alimentadas com 1,8 ou 2,2 kg/d com uma dieta a base de milho e farelo de soja (3,25 Mcal EM kg-1, 13% PB e 0,78% de SID Lis) a partir do 90° dia de gestação até o parto. As fêmeas foram pesadas aos 90, aos 112 dias de gestação e no desmame. Os leitões nascidos vivos e natimortos foram pesados em até 12 horas após o nascimento. Para análise dos efeitos sobre o consumo voluntário de ração e desempenho dos leitões na fase lactacional, 53 fêmeas de cada grupo foram aleatoriamente selecionadas. Neste subgrupo, as fêmeas foram pesadas em até 24 horas após o parto e o consumo voluntário de ração foi registrado em intervalos de 4 dias. Além disso, o peso dos leitões ao desmame foi mensurado nesse subgrupo. Houve aumento no ganho de peso entre 90 e 112 dias de gestação nas fêmeas alimentadas com 2,2 kg/d comparativamente às alimentadas com 1,8 kg/d (P < 0,001). Não foram encontrados efeitos sobre o peso ao nascimento e coeficiente de variação dos leitões tanto de nulíparas, quanto de pluríparas (P > 0,05). Entretanto, em pluríparas alimentadas com 2,2 kg/d houve um aumento no tamanho da leitegada e peso total da leitegada ao nascimento comparativamente às fêmeas alimentadas com 1,8 kg/d (P < 0,05). Não foram encontradas diferenças nas porcentagens de leitões natimortos, fetos mumificados e leitões com peso <1000 g ao nascimento (P < 0,05). Fêmeas alimentadas com 1,8 kg/d durante a gestação tiveram maior consumo voluntário de ração durante a lactação quando comparadas às fêmeas alimentadas com 2,2 kg/d. Não foram encontradas evidências de diferença entre os tratamentos no desempenho dos leitões até o desmame, perda corporal das fêmeas durante a lactação, intervalo desmame estro, tamanho da leitegada subsequente e taxa de remoção (P > 0,05) Em conclusão, o aumento no consumo de ração no terço final de gestação aumentou o ganho de peso das fêmeas, não implicou em efeitos sobre o peso individual dos leitões ao nascer, mas influenciou negativamente o consumo de ração na lactação. Além disso, não foram encontradas evidências de efeitos do tratamento no desempenho da leitegada ou desempenho reprodutivo subsequente.
Abstract The genetic improvement in the swine industry in the last decades induced a reduction on the individual piglet birth weight, thus nutritional strategies in the last third of gestation to improve birth weight have been studied. The objective of this study was to evaluate the effect of two levels of feed intake in the last third of gestation on piglet birth weight, subsequent productive, and reproductive female performance. In this study, 407 females were fed either 1.8 or 2.2 kg/day of a corn-soybean meal based diet (3.25 Mcal ME kg-1, 13% CP and 0.78% SID Lys) from 90th day of gestation up to farrowing. Females were weighed at 90 and 112 days of gestation and at weaning. Piglets born alive and stillborn were weighed up to 12 h after birth. To analyze the effects on voluntary feed consumption and litter growth during lactation, 53 sows of each group were randomly selected. In this subsample, sows were weighed up to 24 h after farrowing and the voluntary feed consumption was recorded every 4 days. Furthermore, piglet weaning weight was collected from this sub-sample. There was an increase in sow weight gain from d 90 to 112 in the females fed 2.2 kg/d compared to 1.8 kg/d (P < 0.001). There was no effect of feed level on the individual piglet birth weight and within-litter weight variation for both gilts and sows (P > 0.05); however, in sows fed 2.2 kg/d there was an increase in litter size and total litter weight at farrowing compared to 1.8 kg/d (P < 0.05). There were no differences in percentages of stillborn piglets, mummified fetuses and piglets with <1000 g at birth (P > 0.05). Females fed 1.8 kg/d during gestation had higher feed intake during lactation compared to females fed 2.2 kg/d (P < 0.05). There was no evidences for differences between the treatments in piglet growth until weaning, weight loss of sows during lactation, weaning-to-estrus interval, subsequent litter size and culling rate (P > 0.05). In conclusion, increased feed intake in the last third of gestation increased sow body weight gain, with no evidence for effects on individual piglet birth weight, but had a negative influence on feed intake during lactation. Furthermore, there was no evidence of treatment effects on litter growth or subsequent reproductive performance.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/159155
Arquivos Descrição Formato
001022862.pdf (579.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.