Repositório Digital

A- A A+

Intervenção nutricional previne alterações do perfil lipídico em indivíduos HIV-Positivo que iniciam terapêutica anti-retroviral : um ensaio clínico randomizado

.

Intervenção nutricional previne alterações do perfil lipídico em indivíduos HIV-Positivo que iniciam terapêutica anti-retroviral : um ensaio clínico randomizado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Intervenção nutricional previne alterações do perfil lipídico em indivíduos HIV-Positivo que iniciam terapêutica anti-retroviral : um ensaio clínico randomizado
Autor Lazzaretti, Rosmeri Kuhmmer
Orientador Ribeiro, Jorge Pinto
Co-orientador Sprinz, Eduardo
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares.
Assunto Dislipidemias
HIV
Lipídeos
Terapia anti-retroviral de alta atividade
Terapia nutricional
[en] Dyslipidemia
[en] Highly active anti-retroviral therapy
[en] HIV/AIDS
[en] Nutrition
Resumo Introdução: A Terapia Anti-Retroviral combinada (TARV) em indivíduos infectados com HIV-1 está associada ao desenvolvimento de dislipidemia, que é caracterizada por hipertrigliceridemia e hipercolesterolemia. As diretrizes atuais recomendam dieta e exercício físico como primeira intervenção para indivíduos HIV-1 com dislipidemia secundária aos anti-retrovirais, mas não há evidências clínicas com estudos randomizados que sustentem estas recomendações. Objetivo: Avaliar a influência da intervenção nutricional no desenvolvimento de dislipidemia em indivíduos com HIV-1 que iniciam TARV. Métodos: Indivíduos em acompanhamento regular e que preencheram os critérios de inclusão (necessidade de iniciar terapia anti-retroviral, idade >=18 anos e aceitar participar do estudo) e exclusão (gestantes, doença oportunista ativa, deficiência mental, diabetes melito, uso de drogas que alteram o perfil lipídico, hipolipemiantes ou drogas ilícitas), foram selecionados no ambulatório de HIV/AIDS do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (Brasil). Os pacientes foram randomizados para receberem orientação nutricional para uma reeducação alimentar antes de iniciar a terapia anti-retroviral, e posteriormente orientação trimestral enfocando as dislipidemias, baseada no National Cholesterol Education Program (NCEP), (n = 43), durante 12 meses, ou para um grupo controle que recebeu a mesma orientação nutricional basal, porém sem seguimento orientado (n = 40). Perfil lipídico, índice de massa corporal (IMC) e razão cintura/quadril foram avaliados a cada três meses. Dados foram analisados por intenção de tratar, usando modelo linear misto Após a randomização as características basais foram semelhantes entre os grupos. Resultados: A intervenção dietoterápica propiciou uma redução nas calorias totais (média ± DP: de 2662 ± 614 para 2281 ± 512 kcal/dia) e o no percentual de gorduras (de 31 ± 7 para 21 ± 3%) ingerido, enquanto que o grupo controle aumentou a ingestão de calorias (de 2594 ± 550 para 2806 ± 653 kcal/dia) e não houve mudanças no percentual de gordura ingerido. O IMC manteve-se constante no grupo intervenção enquanto que no grupo controle aumentou significativamente (23,5 ± 3 para 24,2 ± 3 e 23,3 ± 3 para 26,2 ± 4; p < 0,001, respectivamente). A razão cintura/quadril aumentou em ambos os grupos, porém mais acentuadamente no grupo controle (0,86 ± 0,06 para 0,89 ± 0,06 e 0,86 ± 0,05 para 0,91 ± 0,06; p = 0,049, respectivamente). O colesterol total (de 151 ± 29 mg/dl para 190 ± 33 mg/dl) e o LDL-C (de 85 ± 24 mg/dl para 106 ± 31 mg/dl) aumentaram significativamente no grupo controle e permaneceram inalterados no grupo intervenção. Os níveis plasmáticos de triglicerídeos reduziram no grupo intervenção (135 ± 67 mg/dl para 101 ± 42 mg/dl) e aumentaram no controle (134 ± 70 mg/dl para 160 ± 76 mg/dl). Após 12 meses de acompanhamento, 21% dos indivíduos que receberam intervenção nutricional apresentaram níveis lipídicos compatíveis com dislipidemia comparados com 68% (p < 0,001) no grupo controle. Conclusão: O estudo demonstra que a intervenção nutricional previne dislipidemia associada à TARV em indivíduos infectados com HIV-1 em início de tratamento.
Abstract Background: Treatment of HIV-1-infected individuals with Highly Active Anti- Retroviral Therapy (HAART) is associated with dyslipidemia, which is characterized by hypertriglyceridemia and hypercholesterolemia. Current guidelines recommend diet and exercise as first step intervention for HIV-1-infected individuals with HAART-related dyslipidemia, but there is no evidence from randomized trials to support this recommendation. Objective: To evaluate the effects of dietary intervention on the development of dyslipidemia in HIV-1 infected individuals who are started on HAART. Methods: Eighty-three HIV-1- infected patients naive from previous treatment were randomized to receive HAART with dietary intervention (n = 43) or HAART without dietary intervention (controls, n = 40) for 12 months. Dietary intervention, according to the National Cholesterol Education Program, was given every 3 months. Before and after intervention, 24 h food records, body mass index, weight/hip ratio, and lipid profile were obtained. Data were analyzed by intention to treat, using mixed-effects models. Results: After randomization, groups had similar characteristics. Dietary intervention resulted in reduction in total caloric intake (mean ± SD: from 2,662 ± 14 to 2,281 ± 512 kcal/day) and percentage of fat intake (from 31 ± 7 to 21 ± 3% of calories), while controls increased caloric intake (from 2,594 ± 550 to 2,806 ± 653 kcal/day), with no change in percentage of fat intake. Body mass index stayed in the group intervention while in the group control it increased significantly (from 23,5 ± 3 to 24,2 ± 3 and 23,3 ± 3 to 26,2 ± 4; p < 0,001, respectively) The waist/hip ratio increased in both groups, however more strongly in the group control (from 0,86 ± 0,06 to 0,89 ± 0,06 and 0,86 ±0,05 to 0,91 ± 0,06; p = 0,049, respectively). Plasma cholesterol (from 151 ± 29 to 190 ± 33 mg/dl) and LDL-C-cholesterol (from 85 ± 24 to 106 ± 31 mg/dl) increased in the controls and were unchanged in the dietary intervention group. Plasma triglycerides were reduced by dietary intervention (from 135 ± 67 to 101 ± 42 mg/dl) and increased in controls (from 134 ± 70 to 160,76 mg/dl). After one year follow-up, 21% of patients who received dietary intervention had lipid profile compatible with dyslipidemia, while 68% (p < 0.001) of controls had dyslipidemia. Conclusion: This randomized trial demonstrates that dietary intervention prevents dyslipidemia associated with HAART in HIV-1-infected individuals.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/15918
Arquivos Descrição Formato
000688467.pdf (456.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.