Repositório Digital

A- A A+

Proposta de categorização das exposições sujeitas ao risco de crédito para o Sicredi, aderente aos requisitos de Basiléia II

.

Proposta de categorização das exposições sujeitas ao risco de crédito para o Sicredi, aderente aos requisitos de Basiléia II

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Proposta de categorização das exposições sujeitas ao risco de crédito para o Sicredi, aderente aos requisitos de Basiléia II
Autor Fraga, Marcelo Silva de
Orientador Kloeckner, Gilberto de Oliveira
Data 2009
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Finanças - Turma 2008.
Assunto Instituições financeiras
Riscos
Sistema de Crédito Cooperativo (SICREDI)
[en] Basel II
[en] Credit risk
[en] Financial institutions
[en] Internal models
[en] Risks
Resumo A gestão de risco de crédito no Brasil ganha foco com a implementação, pelo Banco Central, do projeto Basiléia II. Em consonância com esta realidade, o sistema SICREDI demonstra interesse em aderir às melhores práticas de gestão sugeridas pelo Comitê da Basiléia. Um dos benefícios da adoção destas práticas é a possibilidade de utilização de modelos internos de cálculo de capital regulamentar, que, potencialmente, podem reduzir a exigência de capital da instituição, permitindo maior alavancagem financeira. Neste sentido, o objetivo do presente trabalho foi construir uma estrutura de categorização das exposições sujeitas ao risco de crédito para o SICREDI, que respeite os requisitos técnicos de utilização de metodologias internas exigidos em Basiléia II. O resultado foi a construção de um esquema teórico, em que todas as exposições do SICREDI foram mapeadas e categorizadas de acordo com estes requisitos, bem como foram fornecidas diretrizes mínimas referentes à modelagem estatística, bases de dados e estruturas de sistemas de informação para comportar as exigências que as abordagens de modelos internos exigirão das instituições financeiras brasileiras.
Abstract The credit risk management in Brazil has been in focus since the implementation of the project Basel II by the Central Bank. Following this tendency, the SICREDI cooperative system is interested in making use of the best practices in management suggested by the Basel Committee. One of the benefits in applying these practices is to make use of internal models for the calculus of regulatory capital. Those internal models can eventually promote the reduction of the capital requirement of the institution and it can consequently offer more leverage possibilities. In this context, the objective of this study is to construct a categorization structure for the exposures under credit risk in the SICREDI. This structure should observe the technical requisites presented in Basel II. The result of the present study is a theoretical scheme showing all the exposures of the SICREDI mapped according to those requisites. Moreover, it has been presented minimal requirements for statistical modeling, databases, and information system which are subject to the requirements of the internal models approach for the Brazilian financial institutions.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/159209
Arquivos Descrição Formato
000992108.pdf (1.667Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.