Repositório Digital

A- A A+

Integrating translation theory with task-based activities

.

Integrating translation theory with task-based activities

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Integrating translation theory with task-based activities
Outro título Uma proposta de integração entre teoria da tradução e atividades baseadas em tarefas
Autor Silva, Marcia Moura da
Fernandes, Lincoln
Abstract From the perspective of translation competence (Pym, 2003; Schäffner, 2000; Alves, Magalhães & Pagano, 2002; Hurtado Albir & Alves, 2009), we aim to explore the importance of translation theory in translators’ education. Although translators may be unconsciously theorizing whilst at work (Pym, 2011), awareness of different theories might bring practical benefit to deal with translation challenges. We additionally propose a translation task-based activity that combines students’ knowledge of theory with the development of a particular translation competence, namely textual competence (Schäffner, 2000). The proposed activity focuses on culture-specific items, widely investigated elements in Translation Studies (Aixelá, 1996; Chesterman, 2000; Nord, 2001). The activity also promotes interaction between students, who are expected to work in pairs or small groups. To our experience, participatory translation activities successfully develop critical thinking, and help students to produce better-elaborated target texts, abilities that we believe to play a significant role in translators’ education.
Resumo O presente artigo explora a importância da teoria da tradução na formação de tradutores partindo do conceito de competência tradutória (Pym, 2003; Schäffner, 2000; Alves, Magalhães & Pagano, 2002; Hurtado Albir & Alves, 2009). Embora inconscientemente tradutores teorizem enquanto traduzem (Pym, 2011), a conscientização de diferentes teorias pode trazer benefícios práticos na resolução de desafios de tradução. Ademais, propõe-se uma atividade de tradução baseada em tarefas com foco em termos culturalmente marcados (Aixelá, 1996; Chesterman, 2000; Nord, 2001). A atividade combina o conhecimento teórico dos alunos com o desenvolvimento de uma competência em particular, competência textual (Schäffner, 2000), e também promove interação entre alunos, que devem trabalhar em pares ou pequenos grupos. Conforme se observou em sala de aula, atividades de tradução participativas desenvolvem o senso crítico dos alunos e os ajudam a produzir textos de chegada mais bem elaborados, habilidades que acreditamos ter um papel significativo na formação de tradutores.
Contido em Linguagem & ensino. Pelotas, RS. Vol. 19, n. 2 (jul./dez. 2016), p. [9]-31
Assunto Formação de tradutores
Teoria da tradução
Tradução
Tradutores
[en] Cultural markers
[en] Translation competence
[en] Translation theory
[en] Translators’education
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/159231
Arquivos Descrição Formato
001015478.pdf (1.050Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.