Repositório Digital

A- A A+

Restrição alimentar por motivação religiosa e coerção : dados preliminares

.

Restrição alimentar por motivação religiosa e coerção : dados preliminares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Restrição alimentar por motivação religiosa e coerção : dados preliminares
Outro título Food restrictions for religious motivation and coercion : preliminary results
Autor Wettstein, Marília Fernandes
Alves, Lia Vieira Branco Nunes Ferreira
Goldim, José Roberto
Resumo Introdução: A Bioética deve ser entendida como sendo uma reflexão complexa, compartilhada e interdisciplinar sobre as ações que envolvem a vida e o viver. Todos os aspectos, inclusive os espirituais devem ser contemplados nesta reflexão. Objetivo: Verificar a influência de motivações espirituais nas restrições alimentares relatadas por pacientes internados em um hospital geral universitário, assim como a percepção de coerção associada a esses aspectos. Método: Análise interina dos dados de 177 pacientes internados em um hospital geral universitário. Resultados: A maioria dos pacientes (89,3%) informou ter alguma prática religiosa. Com relação aos hábitos alimentares, 59,8% dos pacientes afirmaram ter alguma restrição, sendo que os motivos alegados foram: não gostar do alimento (35,0%); problemas de saúde (17,5%), e motivações religiosas (7,3%). Poucos pacientes (1,1%) afirmaram que ficariam constrangidos se perguntados a respeito de suas práticas religiosas. Conclusão: A expressão de coerção em relação às restrições alimentares não apresentou diferenças entre diferentes grupos de pacientes com e sem motivação religiosa. Os pacientes percebem que são ouvidos pela equipe de saúde, mas que suas opiniões não são consideradas com relação à alimentação.
Abstract Background: Bioethics should be understood as a complex, shared and interdisciplinary reflection about activities that involve life and living. All aspects, including spiritual issues, must be integrated in this discussion. Aim: To evaluate the influence of spiritual motivations in food restrictions reported by inpatients in a general university hospital and the perceived coercion associated with these aspects. Method: Interim analysis of a sample of 177 inpatients in a general university hospital. Results: Most patients (89.3%) reported religious practices. Regarding dietary habits, 59.8% patients reported food restrictions, and the alleged reasons were: disliking the food (35.0%), health problems (17.5%), and religious motivations (7.3%). Few patients (1.1%) said they would be embarrassed if asked about their religious practices. Conclusion: The expressed coercion related to food restriction did not differ between the different groups of patients with or without religious motivation. Patients perceive that they are asked by the health professionals about food restrictions but their points of view are not considered.
Contido em Revista HCPA. Porto Alegre. Vol. 30, n. 3, (2010), p. 290-293
Assunto Bioética
Espiritualidade
Religião
[en] Bioethics
[en] Nutrition assessment
[en] Religion
[en] Spirituality
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/159350
Arquivos Descrição Formato
001016439.pdf (154.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.