Repositório Digital

A- A A+

Misturas asfálticas elaboradas com ligante convencional e incorporação de cal hidratada: análise da resistência ao cisalhamento

.

Misturas asfálticas elaboradas com ligante convencional e incorporação de cal hidratada: análise da resistência ao cisalhamento

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Misturas asfálticas elaboradas com ligante convencional e incorporação de cal hidratada: análise da resistência ao cisalhamento
Autor Viapiana, Gabriela
Orientador Nunez, Washington Peres
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo O crescente aumento do volume de tráfego, o excesso de cargas e a carência de manutenção tem agravado a degradação prematura dos pavimentos asfálticos. Tem-se observado, nos últimos anos, defeitos originados na superfície do pavimento tais como: trincamentos e afundamentos nas trilhas das rodas, ambos são considerados rupturas por cisalhamento. Os métodos mais utilizados para dimensionamento de pavimentos preconizam o retardo dos efeitos da fadiga, o que resulta em camadas asfálticas mais espessas. Todavia, no que tange as rupturas por cisalhamento, a espessura não é o fator mais crítico no projeto e sim as características do concreto asfáltico, as tensões de contato pneu-pavimento e as condições ambientais. Nesse sentido, esse trabalho visa contribuir para o desenvolvimento de misturas asfálticas com alto desempenho quanto às rupturas por cisalhamento. Para tanto, fez-se uma investigação sobre os efeitos da incorporação de dois tipos de cal hidratada (calcítica e dolomítica) sobre a resistência ao cisalhamento. Foram produzidas misturas asfálticas com ligante convencional CAP 50/70 e adição de 2% de cal hidratada, além de uma mistura de referência sem cal. Os corpos-de-prova foram compactados no Compactador Giratório SUPERPAVE nas dimensões de 100mm de diâmetro por 150mm de altura e, posteriormente, as amostras foram extraídas com 50mm de diâmetro e 100mm de atura. Estas foram ensaiadas por compressão triaxial nas temperaturas de 25º e 40º e estado de tensões de 0, 100 e 200 kPa. A partir disso, obtiveram-se os dados de coesão e ângulo de atrito. Como se esperava, aumentando-se a temperatura do ensaio, reduz-se a coesão das misturas. Além disso, as misturas produzidas com cal hidratada (especialmente a com a calcítica) mostraram possuir resistência ao cisalhamento maior do que a mistura sem cal. Comparando as resistências ao cisalhamento obtidas com as geradas, a partir de modelagem no software de elementos finitos Abaqus, foi verificado que as tensões resistentes são superiores às solicitantes. Entretanto, não é possível afirmar que não haveria ruptura, pois a análise também depende de outros fatores, que não foram considerados, como a repetitividade do carregamento e condições climáticas.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/159572
Arquivos Descrição Formato
001019392.pdf (4.496Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.