Repositório Digital

A- A A+

Coparentalidade em famílias de adolescentes com autismo e comportamento agressivo

.

Coparentalidade em famílias de adolescentes com autismo e comportamento agressivo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Coparentalidade em famílias de adolescentes com autismo e comportamento agressivo
Autor Schmidt, Carlo
Orientador Bosa, Cleonice Alves
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Adaptação psicológica
Adolescente
Agressividade
Autismo
Família
Relações entre irmãos
[en] Aggressive behavior
[en] Autism
[en] Coparenting
[en] Family adaptation
Resumo O presente trabalho é composto por dois estudos com o objetivo de investigar o impacto de adolescentes com autismo e comportamento agressivo. Buscou-se examinar as características de coparentalidade, as influências na adaptação familiar e o impacto do autismo e ocorrência de comportamento agressivo nas relações fraternas com base nos fatores propostos pelo modelo biopicossocial de Bradford. Foram entrevistadas quatro famílias compostas pelo casal, um filho com autismo com idade entre 18 e 23 anos, e seus irmãos. Em duas destas famílias o filho com autismo apresentava comportamento agressivo associado, e nas outras duas não. A análise comparativa dos casos, com base na análise de conteúdo, mostrou que a maioria das dimensões de coparentalidade apresentouse de forma similar em todos os casos, com e sem agressividade. Contudo, as crenças parentais sobre os recursos ou potencialidades do filho, percepção do filho como um sujeito em desenvolvimento e o papel que o pai exerce nos cuidados diretos do filho mostraram-se contrastantes. Discute-se a importância desses fatores para a compreensão do impacto do autismo e comportamentos agressivos na família, bem como para o exercício da coparentalidade e relações fraternas.
Abstract The present work comprises two studies aiming to investigate the impact of adolescents with autism and aggressive behavior. More specifically is intended to investigate the coparentig features, the influences on family adaptation and the impact on fraternal relationships using the Bradford´s psychosocial model and the McHale dimensions. Four families were interviewed, including the couple, the autistic child, aged between 18 and 23 years old, with and without aggressive behaviors and his siblings. The case compariosions, using the content analysis sowed that the majority of the coparenting dimensions were similar in all cases, with and without aggressive behavior. However, the parental beliefs about his child resources or deficits, the perception regarding the developing process of the children an father's role in childrearing distinguished the cases with and without aggressive behavior. Implications for understanding the impact of autism and aggressive in the family, coparenting and siblings relationships are discussed.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/16157
Arquivos Descrição Formato
000696156.pdf (480.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.