Repositório Digital

A- A A+

Efeitos do treinamento físico na água aquecida sobre a recuperação funcional e a regeneração nervosa periférica após lesão do nervo ciático em ratos machos adultos

.

Efeitos do treinamento físico na água aquecida sobre a recuperação funcional e a regeneração nervosa periférica após lesão do nervo ciático em ratos machos adultos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeitos do treinamento físico na água aquecida sobre a recuperação funcional e a regeneração nervosa periférica após lesão do nervo ciático em ratos machos adultos
Autor Araújo, Rafaela Trois de
Orientador Achaval-Elena, Matilde
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Neurociências.
Assunto Condicionamento físico animal
Nervo ciático : Lesões
Regeneração nervosa
Resumo Lesões experimentais do nervo ciático, seguidas de exercício físico, têm sido usadas para induzir à degeneração nervosa periférica, como um modelo de neuropatia periférica, e estudar as alterações degenerativas e os processos regenerativos que ocorrem após a lesão. Entretanto, parâmetros como tempo e especificidade do exercício e seus efeitos sobre a regeneração ainda não estão bem esclarecidos. Neste estudo, analisamos os efeitos do exercício físico moderado na água aquecida durante cinco semanas, na regeneração do nervo ciático, após uma lesão nervosa por compressão, sendo para isso utilizado análises funcional, bioquímica e morfométrica. Os ratos foram divididos em 3 grupos, sendo um controle, um sedentário e um nado livre. Os grupos sedentário e nado livre foram submetidos a lesão do nervo ciático direito por esmagamento, sendo que, o grupo nado livre, após a lesão, foi submetido a cinco semanas de treinamento na água aquecida 31° C, iniciado com 10 minutos até alcançar 1 hora de nado livre. Os resultados obtidos neste estudo indicam que o exercício físico na água aquecida não interfere na recuperação funcional dos ratos, visto que, tanto os animais treinados quanto os animais sedentários recuperaram a função do membro posterior direito. A atividade da enzima acetilcolinesterase nos grupos experimentais não apresentou diferença significativa entre eles, porém foram diferentes do controle. Este resultado se repetiu em relação a diferenciação morfológica dos nervos em regeneração, onde os grupos sedentário e nado livre não apresentaram diferença significativa, mas permaneceram diferentes do grupo controle.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/16158
Arquivos Descrição Formato
000697269.pdf (4.749Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.